Jamie Dimon, o CEO do banco de investimentos JPMorgan, reafirmou sua opinião sobre o Bitcoin, reconhecendo que os clientes desse banco estão interessados na criptomoeda: “Eu não digo aos clientes o que fazer”, ele ainda enfatizou que não liga para a moeda.

Jamie Dimon não liga para o Bitcoin, mas seus clientes sim!

O CEO conversou sobre a moeda durante a cúpula do Conselho de CEOs do Wall Street Journal nesta terça-feira. Reafirmando sua opinião sobre o bitcoin Dimon disse:

“Eu não sou um apoiador de bitcoin, e na verdade eu não ligo para bitcoin… Não tenho nenhum interesse nisso.”

Sabendo que seus comentários sobre o assunto chamariam a atenção, Dimon disse que espera receber muitos emails depois disso. Isso nos faz lembrar de quando em 2017 o CEO chamou o bitcoin de fraude, mas depois se arrependeu.

Enquanto o CEO do JPMorgan não apoia o bitcoin, seu banco começou algumas ações que vão envolver criptomoedas. 

Em março, o JPMorgan lançou um produto de investimento de criptomoeda que consegue rastrear companhias públicas que tenham comprado bitcoin, permitindo que o cliente possa investir de maneira indireta. Há rumores de que logo o banco dará aos seus clientes acesso para comprar bitcoin por sua plataforma.

Dimon admitiu que os clientes do JPMorgan estão interessados ​​em bitcoin, afirmando:

“Por outro lado, os clientes estão interessados ​​e eu não digo aos clientes o que fazer … Eles querem poder colocar em extratos, querem poder comprar e vender.”

“Se pudermos ajudá-los a fazer essas coisas com muita segurança, com todas as divulgações adequadas, então, você sabe… não é meu trabalho decidir o que eles farão com seu dinheiro”, afirmou o CEO do JPMorgan. Um número crescente de empresas está colocando bitcoin em seus balanços, como Microstrategy, Tesla e Square.

Daniel Pinto, co-presidente do JPMorgan, explicou em fevereiro que tem certeza de que a demanda por bitcoin “estará [lá] em algum momento”. O executivo acrescentou que “Se ao longo do tempo se desenvolver uma classe de ativos que será usada por diferentes gestores de ativos e investidores, teremos que estar envolvidos”.

Enquanto isso, Dimon é pró-blockchain. “Blockchain é real. Nós o usamos”, compartilhou o CEO. “Mas as pessoas precisam lembrar que uma moeda é mantida pela autoridade tributária de um país, o estado de direito, um banco central.”

O JPMorgan destacou recentemente três razões para investir em bitcoin depois que seus analistas previram que o preço da criptomoeda poderia chegar a US$ 146 mil dólares com o aquecimento da concorrência com o ouro. 

A empresa posteriormente reduziu sua estimativa de preço do bitcoin para US$ 130 mil dólares, mas disse que os clientes podem colocar 1% de suas carteiras no BTC. Em abril, Dimon disse que as criptomoedas são questões emergentes que precisam ser tratadas rapidamente.

Veja também: Blockchain sim, Bitcoin não – Julgamento equivocado

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br