Um novo app foi lançado pelo Partido Comunista Chinês e ele promete usar o potencial da tecnologia do blockchain ao estilo chinês, claro.

++China deve liderar o desenvolvimento de blockchain, diz presidente chinês

++ Libra Made in China, a criptomoeda chinesa que quer dominar o mundo

A plataforma foi lançada no último fim de semana pelo Diário do Povo, jornal porta-voz oficial do Partido Comunista.

O app pode ser traduzido como “Cadeia de Intenções” e deriva da frase de Xi Jinping “não esquema das suas intenções originais”.

Lian Shang Chuxin, or Chain on Aspirations, has been launched at a time when state-sponsored blockchain projects are in the spotlight. (Picture: Lian Shang Chuxin)
App Cadeia de Intenções

O app simplesmente grava as intenções dos membros do partido quando eles entram na organização, servindo como uma cápsula do tempo – que é aberta sempre no dia em que o usuário ingressou no partido.

Dessa forma, você nunca vai esquecer o porquês entrou no Partido Comunista, um lembrete eterno e guardado no blockchain provando sua lealdade ao governo.

Que utilidade maravilhosa para um blockchain, não é mesmo? Claro que não.

Por que usar blockchain nesse caso?

Recentemente o presidente Xi revelou suas intenções de usar a tecnologia do blockchain para desenvolver a China.

Além da própria criptomoeda que está sendo desenvolvida pelo Banco Central da China, alguns apps de lealdade e sistemas de pontos também podem usar futuramente o blockchain.

++Black Mirror no Blockchain, a distopia virando realidade

O blockchain é uma ferramente de controle para o governo chinês, o “Cadeia de Intenções” é um app insignificante e não precisaria de um blockchain. Ele simplesmente serve para mostrar ao mundo o que a China quer fazer com essa tecnologia.