Após o colapso do mercado de criptomoedas na semana passada, a corretora Huobi lançou seu “circuit breaker”, um mecanismo que interromperia as negociações caso os preços se tornassem voláteis demais.

A empresa, com sede em Cingapura, anunciou nessa quarta-feira que o novo mecanismo integrado ao mercado de derivativos de criptomoedas interromperá todas as liquidações – onde a posição de um trader é automaticamente fechada – durante períodos em que a volatilidade começa a apresentar um risco alto.

O novo recurso de Huobi vem uma semana depois que várias exchanges de derivativos de cripto bateram recorde de liquidações após um colapso repentino no preço do Bitcoin.

O BitMEX, por exemplo, registrou mais de US$700 milhões em apenas 15 minutos na última quinta-feira, quando o BTC despencou em seus níveis de suporte. Esses grandes movimentos repentinos podem pegar os traders de surpresa, levando a uma alta volatilidade.

Leia também: Bitcoin caiu menos que o mercado de ações

Circuit Breaker é uma boa ideia?

Ciara Sun, vice-presidente de negócios globais da Huobi, disse que a volatilidade do mercado pode “levar a circunstâncias desnecessariamente arriscadas se as medidas corretas não estiverem em vigor para protegê-las”.

Mecanismos de circuit breaker, como o lançado pela plataforma de derivativos da Huobi, são comuns nos mercados tradicionais, onde são usados ​​para interromper temporariamente as negociações.

Os circuit breakers geralmente são ativados para interromper a venda em pânico quando os mercados sofrem uma grande pressão inesperada.

Durante essa crise do coronavírus, a Bolsa de São Paulo chegou a acionar o circuit breaker 6 vezes, se igualando a crise de 2008. Os investidores não viam esse mecanismo a muito tempo, desde o Joesley Day.

No entanto, esse mecanismo tem uma efetividade muito questionável, pois será mesmo que a pausa na bolsa vai despertar a desistência da venda das ações? Vale mesmo a pena interromper as negociações, deixando temporariamente o dinheiro de todo mundo preso?

Ela pode até mesmo piorar o pânico, pois o investidor sabe que, em momentos turbulentos, se ele quiser vender deve fazer isso logo, antes do circuit breaker.

Uma queda colossal de 40% talvez seja melhor do que várias de 10%. Pois ao atingir o preço mais rápido os investidores tem mais tempo para repensarem seus cálculos e previsões no novo preço.

Mas o que você acha dessa ferramenta? Queremos saber sua opinião no comentário abaixo, as exchanges devem implementar o circuit breaker assim como as bolsas de valores?