Breaking News  
EOS – O que é? Onde comprar? Bitcoin

EOS – O que é? Onde comprar?

EOS é o sistema operacional no blockchain.

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Eos é uma plataforma para aplicações descentralizadas e contratos inteligentes.  Algo similar ao que o Ethereum faz hoje, porém com diferenças gritantes quanto a capacidade de processamento e estrutura do blockchain.

A empresa construtora desse software é a block.one, ela arrecadou mais de 2 bilhões de dólares no ICO mais longo da história. Vamos ver as diferenças entre EOS e Ethereum e onde comprar o token EOS.

Como funciona o sistema?

Mecanismo de consenso

Vamos entender como funciona o consenso da rede. Segundo o WhitePaper, as transações serão validadas usando o mecanismo de consenso Delegated Proof of Stake (DPOS), é um sistema parecido com o Proof of Stake usado em plataformas como a Bitshares e Ardor.

Nele os usuários elegem os validadores de blocos (algo parecido com os mineradores do Bitcoin), mas diferente dos sistemas citados anteriormente, as eleições são feitas continuamente, dessa forma qualquer ator perverso poderá ser trocado rapidamente pela comunidade.

Tal sistema permite uma grande quantidade de transações por segundo, entretanto ele é vítima de diversas críticas, uma delas vem do criador da Ethereum (concorrente direta da EOS):

“O número de full nodes no EOS vai ser muito menor. Então Dan Larimer (principal dev do projeto) tem essa conceito chamado DPOS onde ele diz que você só precisa de 100 nodes na rede para o consenso acontecer… O problema é que se você tiver apenas 100 nodes, o sistema é muito mais centralizado”  – Vitalik Buterin.

Do outro lado, os defensores da nova plataforma falam que o Ethereum é mais centralizado, pois juntando apenas duas pools de mineração seria possível controlar mais de 51% da rede.

Deixando de lado essa briga de torcidas, o fato é que a plataforma da block.one terá apenas 21 validadores, cada validador é eleito em um processo contínuo de eleições (a cada três dias).

Os validadores terão o poder de modificar o blockchain, paralisar aplicações e fazer hardforks.

Alocação de recursos

EOS é um grande sistema operacional mundial, com memória ram, processador e memória para arquivos. Para usá-lo é preciso “emprestar” os seus tokens e comprar espaço de execução ou memória.

Os desenvolvedores e usuários terão que lidar com alguns aspectos desse novo sistema operacional. Os principais são:Bandwith/Computação, Ram (Banco de dados), Storage e sistema de votação.

Para fazer uma transação e conseguir usar um dos recursos acima, o usuário/desenvolvedor precisará colocar seu token em uma estado de staking (ele ficará preso ao usuário b que detêm os recursos). Para cada solicitação de uso, será necessário esperar 3 dias para retomar os tokens e aplicá-lo em outra tarefa.

O sistema difere para o uso de RAM, digamos que sua aplicação precise de mais capacidade de processamento da rede, você poderá retirar ou alocar mais EOS coins e a capacidade será modificada. Já para utilizar os recursos de armazenamento,o que inclui os próprios contratos inteligentes, os validadores vão disponibilizar uma quantidade de armazenamento limitada e todos os arquivos terão referências no IPFS.

A alocação do espaço, utilizado nos contratos e transações, pode ser delegada para os futuros usuários, possibilitando um sistema sem taxas.

Você pode estar se perguntando, se os usuários não precisarão pagar taxas como os validadores serão recompensados?

Eles serão recompensados com novos tokens, a inflação de moedas será de 5% divididas entre os 21 produtores de bloco. É um sistema inteligente e de certa forma revolucionário, como veremos no tópico de aplicações descentralizadas.

O que poderei fazer com EOS?

A parte mais importante de um sistema operacional é o que você pode fazer com ele. Este ponto não é diferente para nosso sistema operacional no blockchain.

Vejamos algumas funções.

Contratos inteligentes

A plataforma é capaz de executar milhares de Smart Contracts, que são contratos executados de maneira autônoma.

Isso significa que centenas de aplicações poderão ser construídas no blockchain, como contratos inteligentes, sistemas de DNS e tantas outras operações que dependem de confiança.

Larimer explica o que são esses contratos:

Também criamos um post explicando exatamente o que é um contrato inteligente.

Afinal, o que é um smart contract? Entenda a tecnologia

Aplicações Descentralizadas (dapps)

Aplicações descentralizadas, são aplicativos que executam dentro do sistema eos. É a mesma ideia aplicada ao Ethereum,porém com alguns conceitos diferentes.

Larimer é o criador de duas aplicações descentralizadas bem sucedidas. Uma delas é a Bitshares, plataforma com funções de criação de tokens, exchange e ainda capaz de se regular.

Onde criar um ICO? Veja as melhores plataformas

Na rede Ethereum todas as transações são pagas tanto pelo usuário, quanto pelo desenvolvedor ao criar o código e lançá-lo. Isso pode ser uma barreira de entrada muito grande para novos usuários, todo o processo de ter que comprar ether e criar uma carteira é penoso para algumas pessoas. Por isso os desenvolvedores poderão pagar para a rede executar o contrato do cliente, dessa forma teremos uma nova maneira de fazer negócios no blockchain, muito mais acessível e simples.

Concorrência

EOS encontrará forte concorrência de atores bem estabelecidos no mercado. Até o momento que escrevo, o blockchain da EOS ainda não foi lançado, por isso não é possível ainda fazer uma análise mais profunda desse novo ator.

Entretanto podemos elencar os principais concorrentes, são eles: Ethereum, NEO e Cardano. Há futuros entrantes e concorrentes indiretos, como o Tari e a rede Enigma, mas eles ainda estão em estágio inicial de desenvolvimento.

Tari – Plataforma de ICO do Monero

Próximos passos e onde comprar

Atualmente a o blockchain principal ainda não foi lançado. Para isso acontecer é necessário uma grande coordenação da comunidade, pois a block.one apenas criou o software e não irá lançá-lo.

Para o lançamento ocorrer, pelo menos 15% dos usuários deverão votar e escolher os primeiros produtores de blocos(PBs). Feito isso os produtores agora terão que fazer um snapshot da rede e criar o primeiro bloco. Antes do lançamento acontecer os PBs vão criar um ambiente de testes, para garantir a segurança no lançamento.

Todo esse processo pode demorar pelo menos 3 dias,  o que significa que talvez no dia 5 teremos a rede EOS rodando.

Para comprar EOS você pode usar alguma exchange internacional, como a Binance para valores pequenos.

Agora, se estivermos falando de valores altos, acima de R$100 mil, o melhor a fazer é conferir algum serviço de OTC. Nele você consegue atendimento personalizado e preços ótimos, pois muitas vezes as próprias mesas de negociação têm o ativo (o que reduz taxas e o tempo de compra).

Espero que tenha gostado desse pequeno review, se achou o projeto interessante compartilha o post com os seus amigos. E fique ligado no Cointimes para saber as últimas notícias sobre EOS.

Neto Guaraci
Neto Guaraci

Sou estudante de Gestão de Negócios e Inovação na Fatec-Sebrae. Trabalho na Foxbit, ajudo na criação de conteúdo. Amo falar sobre criptomoedas, liberdade financeira e empreendedorismo. Se você também gosta, entre em contato. :)