Após intensas disputas com o governo dos Estados Unidos a Bitmex, maior exchange de derivativos de bitcoin do mundo, entrou em um acordo com as autoridades e pagará US$100 milhões (aproximadamente 500 milhões de reais) em multas ao governo dos EUA.

A Bitmex e seus fundadores foram acusados há 10 meses pelo Departamento de Justiça (DoJ em inglês), pela Comissão de Futuros e Trade (CFTC) e pela Rede de Execução de Crimes Financeiros (FinCEN) de se esquivarem das regulamentações dos EUA.

Segundo os órgãos estatais, não foram aplicadas políticas de KYC e AML para os clientes norte-americanos da corretora, descumprindo as normativas e regulamentações locais.  

Após as acusações, a Bitmex reestruturou seu time  de compliance e os diretores da companhia foram substituídos. 

“Hoje marca um dia importante na história da nossa empresa, e estamos muito felizes em deixar isso para trás. À medida que a cripto amadurece e entra em uma nova era, nós também evoluímos para a maior plataforma de derivativos cripto com uma base de usuários totalmente verificada. A verificação abrangente do usuário, a conformidade robusta e os recursos antilavagem de dinheiro não são apenas marcas do nosso negócio – eles são os impulsionadores do nosso sucesso a longo prazo”

afirmou o atual CEO Alexandre Höptner.

Agora a corretora de derivativos pretende abrir novas frentes de negócios no mercado spot, de custódia, corretagem,  academia e informações. A exchange conta com um dos melhores times de pesquisa de dados do mercado e está livre do histórico 

Leia também:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br