O mercado de criptomoedas chegou até mesmo para as dívidas públicas, com o lançamento de precatórios da corretora de criptoativos Foxbit. Agora, os investidores de bitcoin e de criptomoedas podem diversificar seus portfólios com mais segurança, por meio de um investimento que pode render muito mais que a poupança e o CDI.

Por meio do Foxbit Tokens, unidade de negócios que desenvolve ativos digitais com lastro em ativos reais, a Foxbit anunciou para o mercado uma nova oportunidade para a diversificação de carteiras, através de investimentos alternativos, que vêm para contribuir ainda mais para a evolução do mercado financeiro, e oferecendo para o investidor comum a possibilidade de investir em ativos que antes apenas os grandes investidores costumavam possuir.

Como funcionam os precatórios tokenizados?

Os precatórios são títulos de dívida a pagar do governo, gerados quando o Estado perde ações e é obrigado pela Justiça a fazer algum pagamento. Contudo, muitas pessoas e empresas não querem esperar o prazo de pagamento, o que abre a oportunidade de compra mais barata dessas dívidas. 

Entretanto, muitas dessas dívidas são altas e complexas para a compra de investidores individuais. É aí que entra a tokenização das dívidas, que serão vendidas pelo mínimo de R$ 100,00, abrindo a oportunidade para pequenos investidores diversificarem em mais um instrumento de investimentos.

Quanto rende esse novo tipo de investimento?

Os precatórios da Foxbit terão um rendimento estimado de 20% no período de 20 meses no cenário conservador, e até 40% no cenário otimista., no caso do token “FTPC-34645”.

Cenários da Foxbit

Além do pagamento do principal e juros de mora, há ainda a proteção do valor por índices como IPCA-E .

Para se ter uma ideia, em 2020 a poupança rendeu somente 2,11%, e o DI acumulado foi de apenas 2,75%.

Para quem adquire, o precatório é um ótimo investimento pessoal, que une um retorno interessante ao investidor, bem acima dos títulos de renda fixa oferecidos no mercado, e segurança, uma vez que o devedor é um ente público.

É seguro investir em precatórios?

O pagamento desses títulos está previsto diretamente na mais alta lei do país, a Constituição Federal no seu artigo 100 – obrigando que os governos das esferas estaduais, federais e municipais paguem as dívidas de precatórios.

Os precatórios da Foxbit contam com uma segurança a mais. Eles passam por um estudo jurídico para garantir que sejam prioritários na hora do pagamento estatal, além de serem do estado mais rico da União, o que aumenta a credibilidade para o investidor.

Digitalizando o mundo

Não é apenas na área de precatórios que as corretoras de criptoativos estão tokenizando.

A ideia de digitalizar ativos no blockchain está chegando como uma enorme onda que está levando desde tokens de clubes, casas e apartamentos, até o próprio dólar com as stablecoins para o blockchain.

Leia também:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br