Enquanto o Bitcoin e o resto do mercado de criptomoedas continuam em forte bear market, uma baleia foi vista movendo seu estoque de BTC de vários endereços depois de dez anos de hodling. Teria a baleia atingido seu alvo e decidido largar tudo?

1000 BTC movidos após 10 anos

De acordo com dados do Blockchain.com, 1000 bitcoins foram movidos de 20 endereços diferentes para um novo endereço durante as horas da noite de terça-feira.

Os endereços foram criados em agosto, setembro e outubro de 2010, cada um com 50 BTC.

Depois que o novo endereço, criado na terça-feira, recebeu as moedas, o proprietário transferiu as moedas para 54 endereços diferentes que foram criados durante as primeiras horas da quarta-feira.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Cinquenta e três endereços receberam 15 bitcoins; um recebeu 200 bitcoins e outro 4,99, somando um total de 1.000 BTC.

Realizando lucros?

Talvez o que é interessante sobre esse desenvolvimento seja o fato de que os 1000 bitcoins que foram transferidos recentemente valiam apenas R$ 333 no terceiro trimestre de 2010.

No momento das transações, o Bitcoin estava sendo negociado a cerca de R$ 38.065,67, o que significa que o usuário moveu o BTC no valor de R$ 38 milhões.

No entanto, também vale a pena notar que o preço subiu substancialmente quase imediatamente após a transferência dos bitcoins.

No entanto, não está claro se eles foram vendidos, mas o preço caiu maciçamente, já que o Bitcoin atualmente é negociado em cerca de 30 mil reais.

42% dos bitcoins estão intocados

Embora ninguém saiba quem é o dono dessa carteira em particular, é fascinante ver os primeiros bitcoiners movimentando seus fundos depois de tanto tempo.

Isso ajuda a desmerecer a crença generalizada de que muitas pessoas que criaram carteiras entre 2009 e 2011 perderam o acesso às suas chaves.

Enquanto isso, de acordo com um relatório de pesquisa publicado pela Digital Asset Data, mais de 10 milhões de BTC estão inativos há mais de um ano.

Esse desenvolvimento é semelhante ao que aconteceu em meados de 2017, e a quantidade de Bitcoin intocado não ultrapassou 42% desde então.

Isso não é surpreendente, pois uma pesquisa recente mostra que as pessoas estão dispostas a manter seu BTC por um longo período de tempo, enquanto a maioria alegou que venderia se o preço da moeda atingisse a marca de US$ 100.000.

Continue lendo: Preço do Bitcoin desaba para menos de US$6 mil, hora de comprar?


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!