Passfolio

A empresa não foi a única a ver perdas em meio ao inverno cripto. O valor da perda está relacionado a uma compra de US $1.5 bilhões de Bitcoin em 8 de fevereiro em um processo junto à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a Securities and Exchange Commission (SEC).

A compra, segundo porta-vozes da Tesla, fazia parte de sua carteira de investimentos atualizada, a qual os funcionários de auditoria da empresa haviam aprovado. Desde então, o valor do Bitcoin diminuiu em mais da metade. 

Saiba mais: Bitcoin testa US$ 20 mil, mas cai em seguida e altcoins acompanham

A recente perda de valor do Bitcoin 

O investimento da Tesla em Bitcoin caiu drasticamente nos últimos meses, no segundo trimestre do relatório financeiro de 2022, as participações da Tesla em BTC tiveram um decréscimo de US $440 milhões. O valor corresponde aproximadamente a 9% de suas vendas anuais em 2021.

Passfolio

No final de junho, o investimento da Tesla em BTC era de aproximadamente US$820 milhões como resultado da flutuação do preço da criptomoeda, a Tesla havia avaliado seu Bitcoin em US $1.26 bilhão três meses atrás. 

O Bitcoin estava sendo negociado por mais de US $46.000 no início do ano, mas seu valor está diminuindo drasticamente. Desde que atingiu seu máximo histórico em novembro do ano passado, o preço do Bitcoin caiu cerca de 75%. Em 19 de junho, o preço do Bitcoin caiu significativamente para $17.700, fazendo com que muitas empresas sofressem.

A MicroStrategy também está entre as empresas que converteram uma parte de suas reservas de caixa em Bitcoin.

Impacto nas ações da Tesla

No momento da redação, as ações da Tesla estavam sendo negociadas em sessão prolongada a US $679,80 por ação. O preço atual é aproximadamente 0,30% menor do que seu fechamento anterior de $681,79.

Alguns bancos ainda acreditam no sucesso da ação, mais cedo o Cointimes publicou sobre o Deutsche Bank, que reiterou sua classificação de compra da Tesla (TSLA), mantendo o preço alvo de US $1.125 nas ações, cerca de 65% acima do preço fechado anterior.

Saiba mais: Tesla pode se recuperar no segundo semestre, diz Deutsche Bank

No entanto, mais notícias ruins em relação às finanças da empresa de veículos elétricos podem aumentar o pessimismo em relação às ações da Tesla, instituições como JPMorgan acreditam que elas ainda podem cair mais de 40% a partir daqui. O motivo é que a Tesla também está enfrentando desafios de entregas, o que diminui a estimativa de ganhos para o segundo semestre. 

Além disso, de acordo com o Bank of America Securities, estamos no “começo do fim do domínio da Tesla sobre a indústria de veículos elétricos nos EUA.” por conta da concorrência, que vem ocupando maior espaço no setor de carros elétricos. 

As ações da Tesla caíram quase 2% nas negociações de terça-feira (05) antes do mercado.

Para investir em ações listadas na bolsa de valores norte-americana, crie sua conta na corretora Passfolio.

Leia também:

Passfolio