As fintechs baseadas em blockchain captaram um volume recorde de investimentos no último trimestre, América do Sul foi destaque.

Principais pontos:

  • Dados da CB Insights mostram captação de US$ 4,38 bi por startups de criptomoedas e blockchain.
  • Empresas de venda de criptomoedas, inclusive brasileiras, estão entre as que mais captaram.
  • Mercado de fintechs arrecada US$ 30,8 bilhões com destaque para a América do Sul

Mesmo com o preço do bitcoin caindo mais de 50%, os investidores estão animados com as perspectivas do mercado de criptomoedas. Segundo a empresa de análise CB Insights, as companhias da indústria de criptomoedas captaram quase 9 vezes mais quando comparado com o período homólogo.

Gráfico de investimentos no blokchain
Investimento em blockchain ultrapassa US$4 bi pela primeira vez

A Circle, criadora de soluções para pagamentos usando blockchain, recebeu US$440 milhões e lidera a rodada de captações recebendo investimentos da Fidelity, DCG e Valor Capital. 

A Ledger, empresa que produz carteiras de criptomoedas em hardware, conseguiu captar US$380 milhões. Mostrando a importância de soluções de armazenamento seguro para os criptoativos. Paxos, Block.one receberam US$300 milhões e a corretora mexicana Bitso fecha o top 5 com US$250 milhões. 

Empresas de criptomoedas que mais receberam investimentos no Q2 em 2021

No Brasil vimos o investimento de mais de US$200 milhões na corretora Mercado Bitcoin, que agora é a 5° maior do país em volume negociado de bitcoin segundo o CointraderMonitor, atrás da Binance, Bitpreço, BitcoinToYou e Novadax. 

“Na taxa atual, o financiamento de empresas relacionadas a blockchain quebrará o recorde anterior de final de ano — mais do que triplicar o total arrecadado em 2018”, disse Chris Bendtsen, analista sênior da CB Insights, à CNBC.

Mercado de Fintechs está aquecido, principalmente na América do Sul

De acordo com a pesquisa, no Q2 de 2021 tivemos 657 acordos de investimento entre Venture Capitals e Fintechs, totalizando incríveis 30,8 bilhões de dólares, um crescimento de 29% de crescimento ano por ano. 

O que mais chamou atenção foi o número enorme de “mega-rounds” de investimentos, foram 88 rodadas que levantaram mais de US$100 milhões. Com o resultado, o tamanho médio dos acordos cresceu 28% do primeiro trimestre para o segundo de 2021. 

A América do Sul teve um crescimento dramático. Trimestralmente a região teve foi a que mais cresceu em valores investidos entre todas as regiões do planeta, com alta de 153%. O Nubank foi um dos principais responsáveis por esta alta, com o recebimento de US$ 500 milhões de um fundo de Warren Buffett. 

Leia também:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br