O Mercado Bitcoin é uma das corretoras de criptomoedas mais conhecidas entre os brasileiros e atualmente está entre as 3 maiores em volume no Brasil.

Curiosamente, ela é ainda mais tradicional do que parece, já que a comunicação oficial da empresa diz que ela atua desde 2013, enquanto o Mercado Bitcoin existe desde 2011.

Imagens do site oficial da empresa.
Imagens do site oficial da empresa.

Em um tweet publicado na quarta-feira (10), que faz referência a notícia de que a Binance teria se registrado no Brasil com “dados falsos”, o Mercado Bitcoin diz que tem 8 anos de história:

"8 anos de história", diz tweet do MB.

No entanto, a afirmação apaga os primeiros anos de história da exchange brasileira.

O FIM DO REAL BANNER

Embora o Mercado Bitcoin tenha se formalizado como uma empresa em São Paulo em 2013, o site foi criado em 2011 por Leandro Marciano César, que chegou a receber uma resposta de parabenização no BitcoinTalk de Roger Ver, uma das figuras mais conhecidas do mercado cripto.

A data de criação é confirmada por uma publicação do Mercado Bitcoin de setembro de 2017 que, embora tenha sido apagada recentemente, pode ser lida pelo WayBack Machine.

Texto apagado do Mercado Bitcoin
“Em 2011 criamos o Mercado Bitcoin”, diz publicação agora apagada do site oficial e que estava disponível até 2020 segundo a Wayback Machine.

O que aconteceu entre 2011 e 2013?

A história do criador do site Mercado Bitcoin é obscura, mas alguns trechos podem ser lidos em tópicos no primeiro fórum de Bitcoin do mundo, o BitcoinTalk. Se alguém observar a lista de tópicos iniciados por ele, vai conhecer a história de uma das primeiras supostas pirâmides financeiras criadas com BTC no Brasil.

Apresentado em um tópico em 3 de outubro de 2011, surgiu o Bitcoin Rain, um “grupo de investimento” iniciado por Leandro César que prometia de 9% até 12% de retorno por mês.

A ideia, similar à divulgada posteriormente por esquemas como a Atlas Quantum, era de aproveitar a variação de cotação entre diferentes exchanges globais para acumular lucro. A estratégia é conhecida como arbitragem.

César disse que tinha dois objetivos com o Bitcoin Rain, “gerar lucros para investidores acima do padrão da indústria” e “divulgar o bitcoin como um investimento confiável e seguro.”

No entanto, em julho de 2012 o esquema recebeu um stop order pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Leandro Marciano César foi impedido de ofertar qualquer “investimento em fundo de investimento ou em qualquer outro valor mobiliário”.

Determinação da CVM

Porém, estima-se que Leandro, aproveitando de sua boa reputação no mercado brasileiro, tenha juntado mais de 15 mil bitcoins. Até que em 29 de março de 2013, Leandro revelou um suposto ataque hacker bem sucedido ao Mercado Bitcoin, o início do fim do Bitcoin Rain.

Vale destacar que, embora Leandro fosse na época o único responsável pela exchange e pelo fundo de investimento, o MB e o Bitcoin Rain eram duas empresas separadas e operavam com carteiras de BTC diferentes.

Mesmo assim, os usuários do Bitcoin Rain foram afetados e não receberam mais seus pagamentos. Hoje, um processo de mais de 2 mil bitcoins tem Leandro César e o Mercado Bitcoin como réus. Durante o processo, um perito sugeriu que não havia evidência de que a corretora tenha atuado na gestão do possível esquema ponzi.

Em última atualização ao post original da thread “Problema do Mercado Bitcoin” no BitcoinTalk, Leandro já não estava sozinho na administração da corretora brasileira, que ganhou mais três sócios.

A empresa foi finalmente constituída em 28 de maio de 2013, com Rodrigo Batista, Gustavo Chamati e Maurício Chamati. Leandro saiu de forma definitiva da empresa no final de 2013. Após 2019, o Mercado Bitcoin recebeu outro CEO, o Reinaldo Rabelo.

Para entender sobre a mudança de comunicação do Mercado Bitcoin em relação a data de criação da empresa, entramos em contato com a assessoria de imprensa, mas não tivemos um retorno sobre a questão até o fechamento da matéria.

Leia também:

A NovaDAX está completando três anos!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil completa três anos no mês de novembro e quem ganha é você! 

Serão até 30 moedas com taxa zero para transações e mais de 80 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.