Após quase 3 meses desde a última compra, a empresa de inteligência empresarial MicroStrategy anunciou a compra de mais 7002 bitcoins. Isso demonstra não só que a empresa segue sua estratégia de utilizar o BTC como reserva de valor, mas também que os executivos estão de olho no movimento de preços para aproveitar descontos.

Repetindo o movimento do ano passado, o bitcoin despencou em meio às promoções de black friday nos comércios ao redor do mundo. Logo, Michael Saylor, CEO da companhia listada em bolsa que mais detém bitcoins do mundo, foi às compras.

De acordo com o documento enviado à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) pela MicroStrategy, a compra de BTC foi realizada entre 1 de outubro e 29 de novembro. Durante esse período, a cotação variou entre US$ 48 mil e a alta histórica de US$ 69 mil.

O preço médio de compra da empresa foi de US$ 59.187 para 7002 bitcoins, comprados por um acumulado de US$ 414,4 milhões. No agregado total, a MicroStrategy possui 121.044 bitcoins adquiridos por cerca de US$ 3,57 bilhões a um preço médio de US$ 29.534 por bitcoin, segundo tweet de Saylor.

El Salvador também comprou bitcoin “com desconto”

Michael Saylor, porém, não foi o único a anunciar publicamente uma grande compra de bitcoin nos últimos dias. Nayib Bukele, o presidente de El Salvador, país em que o Bitcoin é moeda oficial, também adquiriu algumas moedas.

“100 moedas extras adquiridas com desconto”, tuitou Bukele na sexta-feira (26).

Enquanto a MicroStrategy acompanha o movimento de outras dezenas de empresas comprando bitcoin para compor seu balanço, El Salvador é atualmente o único país soberano a usar dinheiro arrancado da população por impostos para comprar moeda digital.

Veja também:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br