Passfolio

Cerca de US$ 5 bilhões (350 bilhões de rublos russos) em criptomoedas mudam de mãos na Rússia a cada ano, disse o banco central do país em seu relatório “Visão Geral da Estabilidade Financeira” publicado recentemente.

No entanto, os riscos relacionados ao mercado de criptomoedas para a estabilidade financeira do país são atualmente baixos porque estão, em sua maioria, isolados do sistema financeiro convencional, disse o relatório. 

“De acordo com algumas estimativas indiretas, os investidores russos em moedas digitais estão entre os mais ativos do mercado”

, disse o relatório. 

A Rússia é um dos maiores mercados para a Binance, a maior corretora de criptomoedas do mundo, e também de acordo com o relatório, o número de usuários russos em outras plataformas de comércio global está aumentando. 

Contudo, os reguladores russos ainda temem que o crescente interesse por Bitcoin possa se tornar um risco para a estabilidade financeira da Rússia. “Bitcoin e outras moedas digitais não são apoiadas por nada, os investimentos podem ser perdidos devido à volatilidade dos preços, fraude ou ameaças cibernéticas”, disse o relatório.  

Passfolio

Para as autoridades do país, o anonimato das criptomoedas permite o seu uso em crimes como lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e financiamento do terrorismo, frustrando os esforços dos reguladores para evitar essas atividades. 

Outro risco para a estabilidade financeira da Rússia é que as pessoas possam colocar parte de suas economias nas moedas digitais descentralizadas, um problema semelhante a quando os consumidores preferem moedas estrangeiras à nacional para economizar, diz o documento.

O relatório também menciona preocupações relacionadas ao consumo de energia no processo de mineração de criptomoedas, que está “afetando negativamente o clima”. 

O relatório que cita uma pesquisa de julho com os maiores bancos da Rússia não fornece detalhes sobre os tipos de transações ou como os bancos identificam aquelas que estão relacionadas à criptomoedas. O documento acrescenta ainda que as autoridades russas estão monitorando o mercado em busca de novas ameaças.  

Rússia quer fugir do padrão dólar

Apesar de observar mais de perto o mercado de criptomoedas no relatório divulgado, a verdadeira ameaça à Rússia parece ser as sanções dos EUA. Visto que, em outubro, Aleksandr Pankin, vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, reiterou os planos do país para reduzir a participação do dólar americano nas reservas internacionais da Rússia e seu uso em acordos com parceiros estrangeiros. 

Pankin disse que o Ministério não exclui a possibilidade de substituir o dólar americano por “alguns ativos digitais” ao lado de outras moedas: 

“É possível substituir o dólar americano por outras moedas, nacionais e regionais, bem como alguns ativos digitais no longo prazo.” 

Pankin acrescentou que tal substituição exigiria esforços significativos do governo, incluindo a reconstrução de modelos de cooperação estabelecidos entre jurisdições e empresas, bem como a criação de novos mecanismos para novos sistemas de liquidação. 

Leia Mais: 

Passfolio