O Morgan Stanley, empresa global de serviços financeiros, vê oportunidades para investidores nos “anjos caídos,” ações que perderam valor substancialmente em comparação aos seus máximos.

Os estrategistas do Morgan Stanley, em uma nota de pesquisa, consideram que,”de modo geral, as avaliações de algumas ações europeias supervendidas são razoavelmente atraentes, e não necessariamente baratas,” especialmente porque “o quadro fundamental de lucros corporativos está começando a se mostrar bastante desafiador.”

Apesar do índice MSCI Europa estar sendo negociado abaixo da mediana de seu preço a termo de longo prazo, com uma queda de quase 14% neste ano, o Morgan Stanley reconheceu que existem algumas oportunidades na própria lista de “anjos caídos.”

Reconhecemos que  o desempenho abaixo do esperado tem sido extremo para uma série de ações e setores. Diante disso, acreditamos que os investidores provavelmente estarão focando em nomes que estão começando a parecer atraentes em termos de preço/risco.

Embora tecnicamente cautelosos, acreditamos que há um apetite crescente dos investidores para construir posições em ações cujo recente subdesempenho criou um ponto de entrada atraente para investidores pacientes.

Ross MacDonald, líder de estratégia no Morgan Stanley.

5 potenciais destaques entre os “anjos caídos”

  • Capgemini

A empresa de consultoria francesa pode ser um “porto seguro,” com uma avaliação atraente devido ao seu histórico relativamente defensivo e de bom desempenho durante a pandemia do coronavírus.

A Capgemini também está exposta a temas estruturalmente tecnológicos, e é vista como atrativa por sua meta de preço de $237 euros (R $1.216) sobre a ação. Isto implica um aumento potencial de 31,3% para o preço de fechamento da ação de $180,5 euros no fim do mês passado.

  • Deutsche Post

O Morgan Stanley observou que a Deutsche Post, empresa alemã de serviços postais e de entregas expresso, investiu na automatização e na digitalização de suas operações, bem como na expansão de sua base de clientes – resultando no crescimento da sua capacidade e do seu mercado de atuação.

  • EssilorLuxottica

O Morgan Stanley acredita que o perfil de receita da multinacional italiana é o mais resistente entre empresas semelhantes na área da saúde, prevendo que a empresa obterá um crescimento composto de 11% nos lucros em cinco anos. Isto será impulsionado principalmente pela inovação de produtos.

  • LVMH

O Morgan Stanley sugere que a holding francesa especializada em artigos de luxo continua sendo a “primeira escolha” em um setor que vem caindo desde o final de 2021, descrevendo a empresa como um “ganhador estrutural de participação de mercado” em quase todos os negócios onde opera, e acreditando que ela deve “aguentar melhor” que outras empresas em um ambiente adverso.

  • SAP

Apesar da rotação do mercado estar se afastando das ações de tecnologia, o Morgan Stanley continua “confiante” de que a empresa alemã de softwares de gestão de empresas pode ter um desempenho “relativamente bom” em uma desaceleração, dado seu mix de receitas recorrentes e sua oferta de produtos que podem ajudar as empresas a reduzir custos.

Saiba como investir

Se interessou em ações internacionais? Com a Passfolio você pode lucrar de forma simples com ações norte-americanas, sem necessidade de comprar BDR ou ETF. Crie sua conta e comece a investir hoje mesmo.

Veja mais matérias do Stocktimes: