Certamente você já escutou ou leu em algum lugar o termo “BM&F”. Seja na internet, ou em algum jornal. Mas você sabe o que ele significa? Apesar de parecer complexo, é bem simples. Veja no texto abaixo.

O que significa BM&F?

A BM&F é a Bolsa de Mercadoria e Futuros, também conhecida como “Bolsa de Valores” ou apenas “Bolsa”. Ela é o lugar onde é possível comprar, vender e negociar de tudo: ações de empresas, ouro, dólar, commodities (trigo, café, soja), taxa de juros, gado.

bm&f
Centro de operações da Bolsa

Como funciona a BM&F?

As mercadorias são separadas em símbolos e negociadas em formato de leilão durante o dia, geralmente em horário comercial, com compradores e vendedores tentando chegar a um preço compatível, que é o preço de mercado. As ações da Petrobrás são negociadas sob o símbolo PETR4, por exemplo.

Diferente do que é imaginado, essas negociações não ocorrem em um lugar físico com pessoas gritando no telefone e homens de terno e gravata frenéticos, isso é uma cena que ficou no passado.

bm&f
Essa cena não existe mais.

Todas as negociações acontecem por meio eletrônico, isto é, corretoras que disponibilizam plataformas de negociação na internet. Nenhuma pessoa física negocia diretamente na Bolsa. Essas negociações são transparentes nas informações e feitas rapidamente.

bm&f
As negociações acontecem em um homebroker.

Todo esse mercado é regulado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que organiza as regras desse mercado gigantesco. A bolsa tem autonomia administrativa e financeira, sendo um ente privado.

Por que as pessoas negociam essas coisas?

Muitas pessoas procuram ações como uma forma de investimento. As ações permitem que você se torne sócio de uma empresa e ganhe dividendos da distribuição dos lucros. Se a empresa vai bem, sua ação se valoriza na Bolsa, o que torna o seu investimento rentável.

Se você quer investir em ações, deverá procurar uma corretora, que vai fazer essa intermediação entre a Bolsa e você. A bolsa também permite o investimento em diversos produtos como dólar, minerais, recursos naturais, moedas estrangeiras e até mesmo taxa de juros.

Você pode comprar dólar para se proteger da inflação da moeda brasileira, por exemplo. Um produtor pode usar a bolsa para vender suas sacas de milho e café antecipadamente para reduzir o risco. Um investidor pode comprar ações de uma empresa e se tornar sócio dela.

A bolsa permite uma infinidade de operações e investimentos e, os preços dos produtos negociados lá servem como referência no mercado. Ela é extremamente importante para todo mercado e economia brasileira.

O que é mercado futuro?

O mercado futuro permite que um produtor possa vender sua mercadoria em uma data futura ao preço praticado hoje, na intenção de diminuir seu risco e levar prejuízo.

Esse tipo de operação permite que o produtor de milho diminua seu risco de prejuízo com uma variação negativa do preço do milho, por exemplo.

Mas como isso é possível? Suponha que hoje uma saca de milho custe R$40, só que a sua produção só ficará pronta daqui a 2 meses. O preço da saca de milho poderá subir, se manter ou cair até lá.

O que ele faz para diminuir o risco? Assina um contrato no mercado futuro garantindo que ele venderá aquela saca a R$40 na data de vencimento do contrato, não importando o preço do milho no mercado. Ou seja, ele trava o preço da saca de milho para garantir seu lucro e diminuir o risco.

Se a saca valorizar para R$60, o seu contrato terá um prejuízo de R$20, afinal, ele vendeu por R$40. Se a saca cair para R$20, seu contrato terá um lucro de R$20, porque ele vendeu por R$40.

Mas se o produtor de milho não tem lucros e prejuízos, quem assume esse prejuízo ou lucro dos contratos? O especulador, que negocia esses contratos em bolsa.

O especulador negocia esses contratos para tentar tirar lucro da variação do preço da saca de milho. Em troca, ele permite que os produtores possam reduzir os riscos da produção vendendo seu milho antecipado.

A história da BM&F

bm&f
Bolsa Mercantil de Futuros

A Bolsa de Mercadoria foi criada por um grupo influente de empresários paulistas que estavam ligados a atividades de exportações, comércio e agricultura. Ela foi fundada em 26 de outubro de 1917.

Ela foi a primeira bolsa a realizar essas operações no Brasil e ficou conhecida pelas negociações de contratos de produtos agropecuários como Café, Algodão e Boi Gordo.

Em 1985 surgiu a Bolsa Mercantil de Futuros, que iniciou suas negociações no dia 31 de janeiro de 1986. Em 1991, a Bolsa Mercantil de Futuros e a Bolsa de Mercadoria se uniram em um acordo, para que unissem suas atividades operacionais.

Em 2008, a BM&F se uniu com a Bovespa, que é focada no mercado de ações, consolidando a união que agora tem o nome de BM&F/Bovespa, permitindo negociações de ações à vista e mercadorias no mercado futuro.

bm&f
B3 – Brasil, Bolsas e Balcão

Em março de 2017 a BM&F se integrou ao CETIP (Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos) e formou a Brasil, Bolsa e Balcão (B3). Atualmente a B3 é uma das maiores empresas do mercado financeiro no mundo.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!