A publicação de monitoramento de MMN, behindmlm.com, revelou em 1º de dezembro que o infame site de esquema Ponzi Onecoin ficou offline.

De acordo com o host de domínio Eurid, o nome de domínio onecoin.eu está atualmente “sob investigação legal”. O site da Onecoin fica offline após a recente prisão do cofundador da operação, Konstantin Ignatov.

Continue lendo:
++ Como vazadores de dados ganham milhões denunciando pirâmides
++ Líder da Unick Forex e A2 Trader é assassinado em Curitiba
++ Unick Forex deve R$ 12 bilhões a clientes, diz Polícia Federal

Operações encontram um fim

Por cinco anos, o ponzi Onecoin, um golpe disfarçado de criptomoeda, conseguiu atrair mais de 4 bilhões de dólares de investidores em todo o mundo. O esquema de marketing multinível foi criado por Ruja Ignatova, seu irmão Konstantin Ignatov e Sebastian Greenwood.

Ignatova chegou a dizer à multidão uma noite que o Onecoin era um “assassino de Bitcoin” e que algum dia eclipsaria a criptomoeda em valor.

No entanto, os últimos dois anos não foram os melhores tempos para Ignatova e seus colegas de trabalho da Onecoin, pois várias agências aplicação da lei vêm reprimindo as operações do Ponzi.

Ruja desapareceu do centro das atenções depois de comprar uma mansão e um iate. Em outubro de 2018, Gerald Rubsam, um promotor geral com sede em Bielefeld, Alemanha, trabalhando na investigação da Onecoin, disse à imprensa:

“No momento não temos informações sobre onde Ruja Ignatova está atualmente.”

Konstantin Ignatov, co-fundador da Onecoin.
Konstantin Ignatov, co-fundador da Onecoin.

Nos últimos dias, as coisas pioraram para a equipe da Onecoin, pois o irmão de Ruja e o fundador do Onecoin, Konstantin Ignatov, foram presos em março de 2019. Ignatov foi libertado sob fiança após sua prisão no Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX) e chegou a um acordo judicial em outubro.

O co-fundador da Onecoin se declarou culpado de lavagem de dinheiro e fraude. Ele também foi acusado de violações de impostos criminais e não “enfrentará outras acusações criminais”, de acordo com declarações do jornalista do Inner City Press Matthew Russell Lee em 14 de novembro.

No entanto, as violações e fraudes fiscais podem levar Ignatov a ser condenado a 90 anos de prisão.

Além disso, documentos mostram que sua cooperação com a aplicação da lei global poderia “revelar atividades de indivíduos que poderiam usar violência” contra ele.

Alegadamente, os documentos de investigação destacam que, se Ignatov não pegar tempo de cadeia, ele poderá se inscrever no programa de proteção a testemunhas dos EUA e mudar sua identidade.

esse dragão é co-fundadora do golpe
Os co-fundadores da Onecoin, Ruja Ignatova e Sebastian Greenwood

Vários sites da Onecoin suspensos

O domínio onecoin.eu foi usado para publicar artigos promocionais sobre o esquema Ponzi e recrutar investidores. Behindmlm.com observou que o código de status do site dizia “espera do servidor” e descobriu que o registro de domínio era de propriedade da Eurid.

Em um email para a publicação de monitoramento do MMN, a equipe jurídica da Eurid explicou que “o nome de domínio [onecoin.eu] está sob investigação legal. Por favor, verifique nosso WHOIS quanto ao status do nome de domínio.”

No dia seguinte, mais dois sites relacionados ao Onecoin foram retirados da web pelo registro. Os registros mostram que oneworldfoundation.eu e oneacademy.eu ficaram offline pelos mesmos motivos.

A Eurid disse ao behindmlm que a equipe jurídica também está investigando outros sites associados ao Onecoin, como One Pay, Deal Shaker, One Academy e One World Foundation.

A rainha do Onecoin ainda está desaparecida

Enquanto isso, a Inner City Press relata que o testemunho de Konstantin Ignatov mostra que sua irmã Ruja estava morando em Sofia, Bulgária, pouco antes de desaparecer. Ele disse que Ruja lhe disse que ela estava “muito cansada” e que ela temia que um colega próximo a denunciasse.

Ignatov disse que sua irmã o convidou para viajar para a Grécia, Viena e Áustria e disse que ela obteve um “grande passaporte”. “Como seu irmão, eu queria saber como ela estava, por que estava tão preocupada. Fui à casa dela e a testemunhei tendo um colapso nervoso, ou algo do tipo”, disse Konstantin às autoridades.

Depois que Ruja disse ao irmão que estava cansada e pediu que ele saísse com ela, ela se encontrou com vários associados seniores da Onecoin em sua casa. A partir daqui, ele disse que ela viajou para Atenas e se encontrou com novos amigos que falavam russo.

Quando os investigadores perguntaram a Konstantin sobre os amigos russos de sua irmã, ele disse:

“Ruja me disse que conhecia alguém muito rico e poderoso lá.”

Rainha da OneCoin "The Bitcoin Killer" no palco

Durante os últimos meses, a operação de Ponzi da Onecoin caiu em cinzas depois que a equipe conseguiu desviar US$ 4 bilhões em lucros de investidores inocentes.

A visão de “assassino de Bitcoin” de Ruja Ignatova nunca se concretizou porque não há nada de inovador em uma criptomoeda falsa.

Quando um número suficiente de pessoas acaba sendo queimado, a cripto morre, assim como aconteceu com Bitconnect.

Apesar disso, a Onecoin foi um ato colossal de uma fraude em nível global que conseguiu alavancar o hype de criptomoedas e blockchain para enganar suas vítimas.

Continue nos seguindo no Cointimes Leaks para ficar por dentro de todos os vazamentos importantes!