O grupo insurgente Anonymous declarou guerra contra o governo de Putin através da operação #OpRussia, apoiada pela maioria das principais páginas, canais e grupos relacionados aos Anonymous.

O que são os Anonymous?

“We are legion” – Somos uma legião.

Na sua forma inicial, o rótulo tem sido adotado por uma comunidade online descentralizada e insurgente, atuando de forma anônima e coordenada, geralmente em torno de um objetivo livremente combinado entre si e voltado principalmente a favor dos direitos individuais perante seus governantes.

Os anonymous se organizam através de grupos independentes no espaço cibernético, com páginas e canais nas redes sociais onde fazem seus manifestos e que permite a comunicação entre os diferentes grupos.

A partir de 2008, o coletivo Anonymous ficou cada vez mais associado ao hacktivismo, colaborativo e internacional, realizando protestos e outras ações, muitas vezes com o objetivo de promover a liberdade na Internet e a liberdade de expressão.

Ações creditadas ao Anonymous são realizadas por indivíduos não identificados que atribuem o rótulo de “anônimos” a si mesmos.

Eles normalmente utilizam hashtags para facilitar a comunicação, muitas vezes identificadas como “operações”. Este é o caso da #OpRussia. Entenda.

O que é #OpRussia?

No dia 24 de fevereiro, uma das páginas do coletivo com maior número de seguidores no twitter, a @YourAnonOne, postou dizendo estar oficialmente em guerra contra a Rússia, utilizando as hashtags #Anonymous e #Ukraine.

No dia 26, sábado, o canal no youtube Anonymous LiteMods, vinculado à página @LiteMods no twitter, publicou um vídeo com a chamada para a hashtag #OpRussia, em uma mensagem direta ao presidente Vladimir Putin.

No vídeo eles dizem que Putin deliberadamente ignorou algumas solicitações realizadas pelo coletivo, em geral relacionadas à retirada das tropas russas invasoras do território da Ucrânia, colocando um fim à guerra que se iniciou na semana passada.

Graças à decisão do presidente russo em ignorar o que foi solicitado, eles dão como iniciada uma operação global contra a Rússia e contra a própria pessoa de Vladimir Putin.

Eles assumem responsabilidade por outros vazamentos de bancos de dados e também ataques contra websites no passado, questionando se Putin lembrava destes eventos e afirmam que planejam expor informações que foram escondidas por anos.

“Do fundo de seu armário, nenhum esqueleto será mantido intacto”.

No vídeo, o anônimo demanda respeito pelos direitos individuais dos ucranianos que deve ser demonstrado através da renúncia ao cargo de presidente, acusando-o de ter falhado no cargo e também com seus deveres cívicos e morais.

Alguns ataques da #OpRussia pelos Anonymous

Já estamos vendo diversos ataques ligados à #OpRussia sendo noticiados pelos anonymous e também por outros portais de notícias.

Por exemplo, contra o iate “Graceful”, que pertence à Vladimir Putin e, de acordo com dados de tráfego marítimo, encalhou na “Ukraine Snake Island” e agora possui como destino o “inferno”. Claro que ele realmente não bateu, nem irá para o inferno, sendo apenas as informações na internet que foram alteradas pelo coletivo.

Também já estão sendo reportados sites do governo que estão sendo desligados, além de exposições de documentos e informações confidenciais sobre o governo russo, e também sobre Putin.

Por ser um grupo insurgente e uma ação coletiva global, qualquer um pode se unir à operação Rússia, mas é preciso lembrar que a maioria dos ataques envolvem atividades que são consideradas ilegais.

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.