O governo norte-americano compilou uma lista com 10.000 mil pessoas donas de criptomoedas que aparentemente não estão em “conformidade” as regras tributárias do tio Sam.

A IRS (espécie de Receita Federal dos Estados Unidos) publicou no dia 26 um press realease explicando que a agência vai enviar cartas para cidadãos norte-americanos que tem criptomoedas.

O comunicado fala que as cartas serão enviadas para pagadores de impostos que não estão em “conformidade”. Serão 3 tipos de cartas dependendo da gravidade do problema.

A primeira é um mero aviso de alteração. A segunda é uma requisição de resposta e a última um aviso de descumprimento e possível investigação.

Eles monitoram seus bitcoins

Bitcoin e privacidade

Ao contrário do que muitos pensam, as transações no Bitcoin não são anônimas, elas são pseudo-anônimas e com baixa privacidade.

Se aproveitando dessa característica do blockchain do Bitcoin e em conjunto com exchange que utilizam KYC, o governo dos Estados Unidos tem conseguido rastrear possíveis não pagadores de impostos.

Em 2018 foi lançado uma campanha cujos objetivos estão sendo cumpridos agora. A Virtual Currency Compliance é uma campanha massiva de vigilância lançada há um ano pelo IRS com o intuito de triangular e rastrear qualquer investidor de criptomoedas nos Estados Unidos e fora dele.

 chainalysis

É de conhecimento público que o governo trabalha com empresas de monitoramento. Elas são capazes de indicar para onde as criptomoedas estão indo, sua origem, transações suspeitas e até mesmo, em alguns casos, qual carteira foi utilizada.

O que você acha dessa perseguição aos investidores de criptomoedas nos Estados Unidos? Deixe sua opinião nos comentários.