Número de endereços com mais de 0,01 bitcoin bateu novo recorde, com um total de 9,98 milhões de endereços, mostrando um crescimento no número de “plebeus do bitcoin”, mas com muitos deles no prejuízo.

Plebeus em ascensão

Chamados de plebeus, ou “pleb” – do inglês, estão aqueles “hodlers” de bitcoin que assumem a linha de frente na batalha por informação, defendendo os ideais e o preço do Bitcoin. Seja nas redes sociais, nos grupos de amigos, trabalho ou perante a família, os plebeus são: “A minoria intolerante”.

Esta minoria, no entanto, parece estar crescendo, já que o número de endereços que possuem pelo menos 0,01 BTC sobe em velocidade exponencial e atingiu novo recorde de ~9,98 milhões de endereços, segundo dados da Coinmetrics.

A Glassnode também notou que os “plebs” um pouco mais seletos, com endereços de 0,1 BTC ou mais, também registraram números recordes em quantidade, com um total de 3.469.507 endereços nesta faixa de balanço.

Endereços no prejuízo

Os plebeus do Bitcoin são conhecidos também por seu grande entusiasmo e fidelidade, já que não têm medo de defender seus ideais; seguir sua estratégia de Preço Médio em Dólar (DCA – dollar cost average) religiosamente; e comprar BTC mesmo quando o sentimento do mercado é tão negativo em momentos de queda.

Apesar disso, muitas vezes suas crenças são colocadas à prova quando o mercado desafia o emocional com baixas sangrentas de preços que colocam até os mais frios dos corações da pleb em xeque.

A fase atual de mercado em que estamos vivendo é um destes, já que todos os novos endereços que se juntaram ao time antes de 21 de julho de 2021, estão, neste momento, no prejuízo.

Na época, o número de endereços com mais de 0,01 BTC estava em cerca de 9,01 milhões, o que significa que pelo menos 170 mil novos plebeus estão no vermelho.

Esta informação pode ser observada neste gráfico da Messari, que nos mostra o crescimento do número de endereços, bem como o momento onde eles foram surgindo com a quantidade mínima de um milhão de satoshis – que equivale a cerca de R$1.600,00.

Gráfico comparando preço do BTC com número de endereços de 0,01 bitcoin ou mais. Os plebeus.
Fonte: Messari

Conforme observado no gráfico, com exceção de 20 de julho de 2021 para trás, todo o restante dos endereços surgiram com o BTC sendo negociado a um preço superior ao que está hoje.

Isso não significa necessariamente que os satoshis foram comprados no momento em que o endereço foi criado, mas consegue fornecer uma informação valiosa sobre o momento em que o proprietário decidiu mover seus fundos e guardar as unidades em um novo endereço.

Também não conseguimos saber ao certo o número de investidores que compõe estes “plebeus”, já que um mesmo investidor pode ter múltiplos endereços.

Por quê plebeus?

O termo surgiu com base nos plebeus do Império Romano e ganhou força e adoção na comunidade dos bitcoiners após um artigo da Bitcoin Magazine, que dizia:

“Neste memorando, analiso a plebe original – a classe plebeia da Roma antiga. A plebe bitcoin é o núcleo sólido da comunidade, e a toca do coelho bitcoin encorajou todos nós a ler a história com novos olhos.”

O portal New Day Crypto também comentou sobre os “Plebs”:

“Existem muitos rótulos diferentes, mas vou chamar essa subespécie de “plebe bitcoin”. Este é um tipo especial de bitcoiner, que é ainda menos comum, mas representa algo como forças especiais nesta batalha. São pessoas rudes e intransigentes que estão na primeira linha de defesa do Bitcoin e tudo o que ele simboliza.”

É comum ver plebeus do BTC defendendo o “HODL” e estratégias de DCA, já que, em tese, ela oferece menor risco e menor volatilidade ao investidor que faz compras programadas em um espaço de tempo pré-definido, independente do preço e do momento de mercado, movendo esses bitcoins para um endereço próprio e seguro.

Conclusão

Até o momento era difícil dizer quais endereços estavam sendo criados em um preço acima ou abaixo do que está sendo negociado atualmente, mas a queda dos últimos 5 dias em sequência marcaram novas baixas recordes no período de um ano, com perdas acumuladas de -48,16% no par BTC/BRL, com a cotação em Real Brasileiro, segundo o Coingolive.

Agora, uma grande parte dos novos endereços, que podem ou não serem novos investidores, transferiram suas unidades acumulando 0,01 BTC ou mais em um preço superior ao atual.

Os próximos dias serão muito importantes para definir a situação dos apoiadores da moeda líder em capitalização de mercado e também sobre todo o restante dos ativos que, normalmente, acompanham o líder.

Siga o Cointimes nas redes sociais para mais informações e pesquisas de mercado exclusivas e de qualidade!

Instagram | Telegram | Twitter | Facebook

Aproveite também e inscreva-se na nossa série gratuita de cursos para iniciantes e aprenda mais sobre blockchain com profissionais especializados.

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br