Documentos judiciais revelam que os advogados que representam a Ripple, seu CEO Brad Garlinghouse e o cofundador Chris Larsen, pediram à juíza Analisa Torres que obrigasse a SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos a produzir documentos relacionados ao Bitcoin e ao Ethereum.

A autoridade reguladora não considerou que bitcoin e ether fossem títulos (security tokens). No processo, a Ripple declarou que “a substância econômica” das transações de seu criptoativo nativo XRP não é diferente das duas maiores criptomoedas do mundo.

Ainda em dezembro, logo após a SEC dar início ao processo contra a Ripple, a empresa de pagamentos publicou um documento afirmando que enquanto a XRP era a terceira maior cripto do mercado, as duas maiores (BTC e ETH) eram controladas pela China.

Em sua resposta, a SEC disse que os documentos relativos ao Bitcoin e Ethereum não eram relevantes para o caso.

No entanto, a empresa de protocolo de pagamento alegou que a comissão estava “retendo provas potencialmente ilibatórias”. De acordo com as alegações de Ripple, o fato de que as exchanges de criptomoedas foram informadas pela SEC que XRP não era segurança é “claro”.

O processo dizia:

“Com base nas informações coletadas até o momento, está claro que a SEC foi informada por sofisticados participantes do mercado que XRP não era um título e solicitou feedback sobre essa posição, mas não forneceu uma declaração pública contrária até que apresentasse suas alegações neste caso em dezembro de 2020.

Aprender tudo o que há para aprender sobre esses fatos (seja por meio de comunicações internas ou externas) é relevante para a defesa e será fundamental para a compreensão do Tribunal de várias questões críticas para o caso.”

A comunidade de cripto pode ter que esperar até depois do meio do ano para entender o destino da XRP, conforme os eventos do processo se desenrolam. O token da Ripple era negociado a US$ 0,44, no momento da escrita desta matéria segundo dados do Coingolive.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br