A retirada das tropas norte-americanas do Afeganistão gerou não apenas perturbações políticas, mas também revelou os problemas de um sistema bancário centralizado.  Em meio a uma crise humanitária, a necessidade do Bitcoin no Afeganistão torna-se mais evidente.

Para quem estava vivendo debaixo de uma rocha nas últimas semanas, a administração Biden anunciou a saída das tropas norte-americanas do Afeganistão.

Em decorrência da retirada das tropas americanas, o grupo terrorista Talibã tomou 26 das 34 capitais provinciais, fez o presidente afegão se exilar e o sistema bancário do país entrar em colapso, em menos de 7 dias. 

Relatos no Twitter afirmam que boa parte das agências bancárias fecharam e as pessoas não conseguem sacar seus fundos. Aquelas que estão abertas enfrentam filas enormes, conforme mostrado na imagem abaixo:

Fila de pessoas tentando sacar dinheiro
Linha de pessoas para sacar dinheiro de banco no Afeganistão. Fonte: Twitter

Além de matar opositores e confiscar sua propriedade, o grupo terrorista obriga que todas as mulheres que trabalham em bancos saiam dos seus postos de trabalho, conforme a Lei da Sharia outorgada pelo Talibã.

“É realmente estranho não poder trabalhar, mas agora é isso”, disse à Reuters Noor Khatera, uma mulher de 43 anos que trabalhava no departamento de contas do Banco Azizi.

A crise afeta os mais pobres que não conseguiram transferir seus recursos e riquezas antes da tomada do grupo terrorista, conforme nota a jornalista Sucheta Dalal:

“Comovente !! Todas as pessoas privilegiadas partiram há muito tempo com seus fundos transferidos.”

“Quanta riqueza familiar está sendo confiscada no Afeganistão agora? Imagine se as pessoas que estão correndo para sair pudessem deixar o país com a energia monetária de suas vidas armazenada em suas cabeças. #Bitcoin é esperança. #Bitcoin é economia. #Bitcoin não é projeção de força.” – comentou o bitcoiner GregZaj.

O bitcoin permite que você guarde as chaves de acesso aos fundos em palavras, literalmente na cabeça. A rede é descentralizada e permite até mesmo o recebimento/envio de ativos via satélite e transmissões de rádio.

US$7 trilhões em 2 décadas

Não são apenas os cidadãos do Afeganistão que estão pagando a conta por uma guerra e retirada mal conduzida. 

O governo dos Estados Unidos gastou US$7 trilhões dos pagadores de impostos para manter uma invasão infrutífera ao país do oriente médio. Um dinheiro que o próprio governo não tinha/tem e precisou, portanto, pegar emprestado. 

“Nosso governo roubou trilhões em valor de nós para financiar uma guerra que não fez nada além de trazer morte e destruição para milhões. #Bitcoin não pode vir rápido o suficiente.”, disse o desenvolvedor do Bitcoin Core Jimmy Song. 

O Estado mostra mais uma vez que não consegue cuidar do dinheiro da população, os sistemas bancários tradicionais estão se mostrando frágeis em meio a um mundo influenciado por extremistas de todos os lados. 

Será que não está na hora da separação entre moeda e Estado? 

Leia mais:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br