Com o fork Constantinople adiado por algumas razões de segurança ,como falamos no post abaixo, como fica a agenda de atualizações da rede Ethereum?

Para você não ficar perdido nós fizemos um resumo de tudo o que vai acontecer nos próximos meses com a terceira maior criptomoeda do mercado.

Quando será o próximo fork?

Com a falha de segurança encontrada na atualização
Constantinople os desenvolvedores da rede Ethereum ficaram bem assustados.

Uma das melhorias foi descartada, a Proposta de Melhoria do Ethereum -EIP 1283 que era a mesma com a falha de segurança da última tentativa de atualização.

O fork ficou marcado para o dia 27 de fevereiro, mais especificamente no bloco #7.280.000.

Na última reunião dos desenvolvedores foi também discutida a proposta chamada de “Boma de dificuldade”.

A Bomba de dificuldade propõe o aumento da dificuldade na mineração da rede, tornando mais custoso minerar ether e criando um cenário onde os mineradores perdem o interesse econômico e a implementação de um sistema Proof of Stake pode ser feita sem grandes dificuldades.

O core dev do Ethereum, Lane Retting, falou brevemente do tópico e disse que a bomba começou a funcionar mesmo sem a atualização,pois o tempo de confirmação dos blocos aumentou e também a dificuldade da rede Etheruem.

A reunião completa que definiu essas decisões pode ser vista abaixo:

Próximos forks do Ethereum?

O fork Constantinople é visto como uma ponte que permitirá futuras atualizações, mais especificamente o que Vitalik Buterin (criador do Ethereum) chamou de Ethereum 2.0.

Essa nova versão do Ethereum está programada para acontecer em 6 fases. Não há uma data prevista para que cada uma dessas fases aconteça, mas Vitalik quer ver o Ethereum 2.0 completo até o final de 2020.

O primeiro passo para implementar o Ethereum 2.0 é trocar o sistema de consenso de Proof of Work (POW) para Proof of Stake (POS).

Após a implementação do POS o próximo passo é o desenvolvimento do Sharding, uma forma de quebrar o blockchain em vários pedaços e tentar manter a descentralização e segurança além de aumentar a escalabilidade da rede em mais de 50 vezes.

Na Devcon 4 de outubro de 2018 Vitalik revelou todos os passos para a finalização do Ethereum 2.0:

Ethereum 3.0

O roadmap do Ethereum não acaba por aí, após todas essas atualizações Vitalik quer implementar uma tecnologia ainda em estágio embrionário, mas que poderá ser extremamente útil para todas as criptomoedas.

O plano ambicioso é implementar a tecnologia
zk-STARKs , uma evolução do que é usado hoje nas transações privadas da rede Zcash, que inclusive explicamos no post abaixo:

Resumidamente o Ethereum 3.0 tornará a rede ainda mais escalável e o ponto principal, completamente privada e anônima.

Atualmente a empresa Starware desenvolve essa solução, no ano passado ela recebeu um aporte da Zcash Foundation, Sequoia Capital e outras gigantes do mundo da tecnologia.

As atualizações do Ethereum tardam, falham mas serão muito bem vindas se implementadas. A nova agenda de forks do Ethereum não tem datas precisas, mas sabemos que elas podem muito bem acontecer.

E para você não perder nenhuma delas assina nossas notificações, clicando no sininho vermelho do lado direito da sua tela e não se esqueça de nos seguir no Twitter.