O Fundo Monetário Internacional (FMI) criticou a decisão da República Centro-Africana de adotar o bitcoin como moeda oficial, assim como El Salvador. O FMI insiste que a adoção representa desafios econômicos legais não apenas para o país, mas também para a região.

A adoção do Bitcoin pela República Centro-Africana tem problemas financeiros e legais

O FMI disse que a recente decisão da República Centro-Africana de adotar o bitcoin apresenta uma série de desafios para o país e a região. Os comentários do credor global marcam a primeira vez que ele reagiu publicamente à decisão da República Centro-Africana de fazer o bitcoin ter curso legal.

Conforme relatou o portal de notícias do Bitcoin.com, o FMI foi e ainda é crítico de uma decisão semelhante que foi tomada por El Salvador em 2021. Após o anúncio inicial, o credor global alertou que a adoção do bitcoin colocaria várias questões macroeconômicas, e questões legais. Em janeiro de 2022, o FMI instou El Salvador a abandonar a lei do bitcoin, mas isso foi rejeitado pelo país.

Reagindo à decisão da República Centro-Africana, o FMI alertou novamente que a adoção do bitcoin pelo país africano representava desafios legais e econômicos.

“A adoção do Bitcoin como moeda legal na República Centro-Africana levanta grandes desafios legais, de transparência e de política econômica. A equipe do FMI está ajudando as autoridades regionais e da República Centro-Africana a abordar as preocupações colocadas pela nova lei”, disse o FMI em respostas por e-mail à Bloomberg.

Poucas pessoas tem acesso a internet na República Centro-Africana

Embora as autoridades do país africano tenham insistido que a adoção do bitcoin como moeda legal ajudará a impulsionar o crescimento econômico, os oponentes argumentam o contrário. Eles apontam para as baixas taxas de penetração de internet do país, bem como o estado de sua economia.

Enquanto isso, o relatório da Bloomberg sugere que a decisão da República Centro-Africana de adotar o bitcoin foi tomada às pressas e sem consultar as partes interessadas. A decisão foi criticada pelo banco central regional, o Banco dos Estados da África Central.

Veja também:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br