Coingoback

O banco central da Tanzânia afirmou que está trabalhando na diretiva da presidente Samia Suluhu Hassan para se preparar para voltar a aceitar as criptomoedas, apontando para uma possível reversão de uma proibição que colocou em vigor em 2019.

Como noticiamos anteriormente:

A presidente da Tanzânia afirmou aos chefes financeiros do país da África Oriental para se prepararem para voltar a aceitar a criptomoeda, após o anúncio de El Salvador de sua adoção do Bitcoin como moeda legal e entre vários outros países da América do Sul e da América Central sinalizando sua disposição de embarcar também nessa onda cripto.

Curiosamente, hoje o Banco mostra uma abordagem totalmente diferente daquela realizada em 2019. Naquela época, a instituição proibiu a operação com criptomoedas. Argumentou que o país não as reconheceu como moedas legais e alertou seus cidadãos para ficarem longe, pois poderiam perder dinheiro se investissem em tais ativos especulativos.

Além disso, um porta-voz do banco central reafirmou para a Reuters que a organização está “trabalhando nas diretrizes dadas”, referindo-se aos comentários do presidente do Banco. No entanto, o representante não divulgou detalhes sobre a adoção de Bitcoin e outros ativos digitais existentes ou se tenderá a seguir a abordagem chinesa e criar um CBDC.

O presidente da Associação de Banqueiros da Tanzânia, Abdulmajid Nsekela, saudou o impulso do Banco Central. “O elemento mais desafiador para os reguladores é ser pego de surpresa pelas inovações”, disse ele. Os preparativos graduais ajudariam o banco central a avaliar os riscos e encontrar maneiras de abordá-los com antecedência, acrescentou.

Este desenvolvimento de acontecimentos ocorre logo após a notícia de que El Salvador se tornou a primeira nação do mundo a tornar o Bitcoin uma moeda de curso legal.

Leia Mais: 


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!