O governo das Bermudas anunciou ontem (16/10) que irá começar a aceitar a stablecoin USDC para o pagamento de tributos.

O governo fez uma parceria com a empresa Circle, que é responsável pela exchange Poloniex, pelo aplicativo Circle Pay e também pela USDC – stablecoin lastreada em dólar.

“Com base em blockchains públicos amplamente adotados, como o Ethereum, o USDC agora pode ser usado em uma gama incrivelmente diversificada de produtos e serviços financeiros descentralizados, incluindo produtos para poupança, empréstimos, empréstimos, ofertas de valores mobiliários e financiamento comercial. Pessoas e empresas nas Bermudas poderão tirar proveito desses diversos produtos, incluindo agora também o pagamento de impostos e serviços governamentais.”, disse a Circle em seu blog.

As stablecoins como a USDC contam com algumas vantagens, que discutimos no post Qual dólar usar? TrueUSD, Tether ou outros.

O marketcap da USDC vem se mantendo estável e hoje é o 25° maior criptoativo do mercado:

USDC gráfico marketcap
Fonte: Coincheckup

Mesma auditora da Atlas

Apesar das prospectivas positivas, quem faz a auditoria das reservas de dólar da USDC é a auditora Grant Thornton, a mesma que fez a controversa auditoria da Atlas Quantum.

As stablecoins são tanto uma ameaça, quanto uma grande oportunidade. Recentemente, o FMI ( Fundo Monetário Internacional) soltou um comunicado alertando para o possível fim dos Bancos Centrais, devido ao advento de moedas estáveis e privadas, como a Libra do Facebook.