Uma nova proposta surgiu para financiar o desenvolvimento da 4° maior criptomoeda do planeta, o Bitcoin Cash.

A proposição, enviada pelos principais pools de mineração do projeto, dentre eles Roger Ver (Bitcoin.com), Jihan Wu (Antpool, Btc.com), Haipo Yang (ViaBTC) e o auto do projeto Jiang Zhuoer (BTC.top), prevê uma taxa de 12,5% para financiar a infraestrutura da criptomoeda.

O documento com o projeto, deixa claro que essa não é uma mudança de protocolo.

“Esta não é uma alteração de protocolo. Em vez disso, é uma decisão dos mineradores sobre como gastar suas recompensas e em quais blocos devem elas deverão ser feitas .”

Evitando dinheiro dos Bancos Centrais

FED Bitcoin Core

Por muito tempo os projetos de criptomoedas passam por dificuldades financeiras para financiar o seu desenvolvimento. Em 2018, a NEM Foundation declarou que estava sem dinheiro, já em 2019 a Litecoin Foundation passou por dificuldades.

Enquanto, segundo Jiang, as doações de corporações para os desenvolvedores, como acontece no Bitcoin Core, afetam negativamente o ecossistema, um fundo doado pelos próprios mineradores iria blindar os desenvolvedores de influências externas.

Conforme Jiang, foi basicamente isso que dividiu a comunidade do Bitcoin entre “Bitcoin Core” e “Bitcoin Cash”.

“Os doadores corporativos têm uma influência indevida nos desenvolvedores. Aqui está um caso típico: a Blockstream tem empregado e exercido influenciou o pessoal do cliente Core, o que levou à centralização no desenvolvimento do BTC, impediu o aumento do tamanho do bloco do BTC de acordo com o plano de Satoshi, até certo ponto, resultando em disputas comunitárias a longo prazo e levando finalmente à divisão do BTC e do BCH”, afirma a proposta.

Ostracismo para quem não participar

Em conjunto com a iniciativa, os mineradores vão tentar apoio dos desenvolvedores dos clientes Bitcoin ABC, Bitcoin Unlimited e outros para que a mudança seja feita para todos os mineradores.

Dessa forma, os nodes de Bitcoin Cash, assim como os próprios mineradores vão boicotar os blocos que não doarem os 12,5% dos bitcoins para o fundo.

“Para garantir a participação e incluir subsídios de todo o conjunto da mineração de SHA-256, as mineradoras tornarão órfãos os blocos BCH que não seguirem o plano. Isso é necessário para evitar a tragédia dos bens comuns.”

Se a maioria dos nodes e mineradores não concordar com a mudança, simplesmente os valores param de ser doados para o fundo.

Falando em fundo, os bitcoins serão depositados em uma corporação de Hong Kong e serão dados para quem ajudar ou implementar clientes de Bitcoin Cash, assim como estrutura crítica para o projeto.

Com a atual faixa de preço, serão doados cerca de US$6 milhões em Bitcoin Cash aos desenvolvedores, no período de 6 meses (tempo da proposta).

Reação da comunidade e projetos parecidos

Enquanto mudanças parecidas tiveram grande oposição, como foi o caso do Segwit e aumento de blocos, a comunidade do Bitcoin Cash parece unida.

Em vez de tentarem captar dinheiro com investidores, os devs do BCH tentam implementar algo parecido com o fundo descentralizado da criptomoeda Dash.

Similarmente na Dash, parte das moedas geradas são doadas para projetos. Eles vão desde desenvolvimento como também divulgação. Um dos beneficiados desse fundo é o canal de Rodrigo Rodrigues, o Dash Dinheiro Digital.

Certamente, a comunidade do Bitcoin Cash está tomando uma grande decisão, veremos se ela foi acertada nos próximos meses tanto no hashrate, quanto no preço.

Após o anúncio, o Bitcoin Cash subiu 1,29%, enquanto o Bitcoin (BTC) caiu – 0,48%.

Bitcoin Cash subindo