Rispar

O CEO do Telegram, Pavel Durov, divulgou um novo relatório, alegando que a Apple cancelou seus planos para maior privacidade e segurança do iCloud depois que a maior agência de aplicação da lei dos Estados Unidos, o Federal Bureau of Investigation (FBI), reclamou.

Leia também:
++ “É melhor para privacidade que o Bitcoin, eu encorajo as pessoas a usá-lo”, diz Nick Szabo sobre Monero
++ Após 1 ano, desenvolvimento de privacidade na Litecoin começa

CEO do Telegram diz que WhatsApp faz parte do problema

O Canal de Durov “é onde posto pensamentos sobre o Telegram de uma maneira um pouco menos formal e mais direta do que no blog oficial do Telegram”, explicou o co-fundador e CEO Pavel Durov, em sua descrição.

Seu foco mais recente vem depois de um relatório recentemente publicado, alegando que a Apple cedeu às autoridades americanas em vez de proteger a privacidade e a segurança dos usuários.

Coinext 760x150

 

“O iCloud agora é oficialmente uma ferramenta de vigilância”, disse Durov aos 335.846 seguidores. “Os aplicativos que dependem dele para armazenar suas mensagens privadas (como o WhatsApp) fazem parte do problema.”

Citando “seis fontes familiarizadas com o assunto”, a Reuters alegou que o FBI reclamou com a Apple sobre “planos para permitir que os usuários do iPhone criptografem backups completos de seus dispositivos no serviço iCloud da empresa”, acabando por dificultar seus esforços de investigação.

Pavel Durov, CEO do Telegram
Uma das maiores preocupações de Pavel Durov é a privacidade dos usuários.

O novo relatório é contrário à narrativa oficial de relações públicas da Apple, de uma brecha entre a gigante da tecnologia e a mais importante agência de aplicação da lei do mundo.

Parece não ser esse o caso, pois os dois, segundo a Reuters, estão trabalhando em cooperação. O Telegram, é claro, tem como proposta comercial a privacidade, a segurança e a reação contra a invasão da polícia em todo o mundo, e muitas vezes contrasta com o rival WhatsApp.

Para os entusiastas de criptomoedas, 2020 está se transformando em um ano de gato e rato entre reguladores do governo e o relativo anonimato das transações.

Maiores ferramentas de privacidade, como a CashFusion, criada para o projeto Bitcoin Cash (BCH), estão recebendo atenção das tribos de moedas devido à sua promessa, assim como as carteiras voltadas para a privacidade, como Crescent Cash.

A corrida para chegar à frente da legislação e da aplicação da lei também foi recentemente destacada por ninguém menos que a Rainha da Inglaterra e a Receita e Alfândega de Sua Majestade (HMRC).

O HMRC anunciou um contrato de £ 100.000 para qualquer um que pudesse entregar software de rastreamento para BTC, Ethereum, Monero, Zcash e outros.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br