Passfolio

A deputada de El Salvador, Dania Gonzalez, esteve no Brasil como embaixadora da Cidade do Bitcoin e se reuniu com empresários para explicar sobre o projeto e apresentar a criação de um pólo industrial com foco em bitcoin.

Cidade do Bitcoin já é uma realidade

De acordo com Dania Gonzalez, deputada de El Salvador, a Cidade do Bitcoin já deixou de ser apenas uma ideia e um projeto distante e é uma realidade que faz parte dos planos mais tangíveis do governo de Nayib Bukele.

O presidente do país que vai abrigar a cidade temática que pretende se transformar em um pólo industrial de Bitcoin, atraindo empresas, investidores e entusiastas que querem construir uma economia em cima da moeda líder em capitalização de mercado, apresentou recentemente a maquete da cidade que já tem até mesmo o projeto do aeroporto local avançando.

 “A construção de um aeroporto já foi aprovada, e todo o planejamento técnico já se encontra em execução. Estamos preparando o país para receber empresas de todo o mundo que queiram trabalhar com o Bitcoin, para isso, temos um pacote de impostos e taxas bem convidativo”.

– Dania Gonzalez

A congressista salvadorenha aproveitou a Bitconf, evento com foco em bitcoin realizado na cidade de São Paulo, para palestrar, explicar sobre a Bitcoincity e fazer networking com empresários e expositores presentes no evento.

Passfolio
foto na bitconf com networking para a bitcoincity
Dania Gonzalez à direita

SmartPay e Dape Capital, do Brasil, querem ter sede na Bitcoincity

Entre alguns relacionamentos construídos com essa visita, Dania se encontrou com Rocelo Lopes, CEO da SmartPay e Daniele Abdo Philippi, CEO da Dape Capital – sendo que ambos demonstraram interesse em levar suas empresas para o novo pólo industrial que está sendo construído em El Salvador.

“Acredito que as empresas cripto e principalmente Startups têm uma grande oportunidade em ter em El Salvador como país sede da empresa. Além das taxas e impostos convidativos, o governo tem estimulado a inovação no mercado de cripto e empresas ligadas à tecnologia de Blockchain, acredito que em breve teremos um unicórnio Brasileiro naquele país”.

– Rocelo

A Dape Capital elegeu a Cidade do Bitcoin como sua futura sede, em função de El Salvador ter leis amigáveis e incentivos à Comunidade Cripto.

“Fronteiras serão rompidas, aprendizados serão aprimorados e contribuições serão geradas à um país que demonstrou ao mundo para o que veio e, com toda a coragem, desmistificou a barreira que existia frente aos ativos digitais. Sem sombra de dúvidas, El Salvador saiu na vanguarda e mostrou para o mundo uma nova visão sobre os criptoativos, instituindo novos projetos, como “Bitcoin City”, e buscando a frequente evolução na economia através da descentralização, convertendo inúmeros benefícios ao País”.

– Daniele

Adoção de Bitcoin crescendo em El Salvador

De acordo com a deputada, cerca de 70% dos 7 milhões de salvadorenhos que vivem no país não tinham acesso ao sistema bancário. Agora, praticamente todos já têm uma carteira de criptomoedas. No comércio também já é possível comprar e vender com cripto.

“Temos um projeto educacional para ajudar as pessoas a entenderem mais sobre esse novo sistema econômico, a imprensa e as redes sociais nos ajudam muito. Fora isso, existem vários projetos sociais que estão sendo subsidiados com o Bitcoin”.

– Gonzalez

Leia mais:

Passfolio