Recentemente nos Estados Unidos, a morte de George Floyd por um policial intensificou as discussões sobre brutalidade policial e racismo.

Há imagens de vídeo do incidente e três outros policiais assistiram seu colega de trabalho causar danos ao homem desarmado.

Floyd não é o único indivíduo que a polícia americana matou e, na maioria das vezes, os oficiais dos EUA não tem problemas por brutalidade policial ou por matar um inocente.

O episódio foi seguido por inúmeras manifestações em diversos estados. E após confrontos com a polícia, rapidamente as manifestações escalaram para violência.

No entanto, existem outras maneiras pelas quais as pessoas podem protestar contra os erros e a imoralidade do Estado-nação, simplesmente não participando do sistema corrupto.

Aproveitar o bitcoin e outros meios de contra-economia, não votar e evitar o status quo a todo custo pode ser muito mais pacífico do que qualquer manifestação de rua.

Inclusive, entusiastas da criptomoeda marcaram presença em vários atos a fim de espalhar essa maneira de lutar contra o sistema.

“Bitcoin e Black America”

Quais os reais problemas que levou as pessoas a atingirem seus limites?

Após toda a crise do coronavírus, milhões perderam empregos e uma possível nova bolha imobiliária surgiu, um oficial mata um homem por ter passado uma nota falsificada de US$ 20, depois que o Federal Reserve está servindo dinheiro falsificado há décadas.

O pescoço de um homem estava sendo imprensado pelo joelho do oficial por quase dez minutos seguidos. Demorou dias para a polícia para colocar esse policial em algemas. Os outros três oficiais não foram presos. Crimes como esse já foram cometidos tantas vezes antes, e os oficiais quase nunca são responsabilizados.

Além da brutalidade policial que nunca é realmente abordada, o governo dos EUA manipula a população e rouba as pessoas há anos a fio com medidas de austeridade e tributação pesada sobre renda e propriedade.

bitcoin will save us
“Bitcoin vai salvar a gente”, dizia o cartaz de um manifestante.

É aí que o Bitcoin entra como uma opção de sair do sistema de forma definitiva. Em uma rede descentralizada e regras que são seguidas por um modelo de consenso totalmente novo, o BTC representa um dinheiro privado voluntário.

Os libertários dizem isso há anos. O sistema de lei é injusto e o sistema monetário é fraudulento. Um dinheiro resistente à censura é essencial para evitar o sistema corrupto e quanto mais pessoas seguirem, mais poder teremos.

Pense nisso: em vez de correr o risco de ser preso e ferido em uma passeata perigosa, você pode usar seu dinheiro para contornar a elite. Sem o poder do dinheiro, o Estado imoral é inútil. Eles não podiam financiar guerras sem fim e criar máquinas de destruição.

“#Bitcoin é um pacífico protesto.” – CZ, CEO da Binance.

Se as pessoas se afastarem da economia fraudulenta alavancando a troca voluntária e o comércio, protegendo os metais preciosos e os ativos digitais, há uma grande chance de remover o poder monetário do estado.

Se pararmos de votar e ignorarmos os partidos de esquerda e direita, podemos optar por não participar do sistema político e avançar. Se continuarmos a participar do sistema corrupto, as pessoas nunca aprenderão e a fraude continuará sem fim à vista.

Seguindo essa linha, em uma entrevista para televisão, um manifestante sugeriu que o sistema atual dificultava o desenvolvimento dos negros, e a solução seria sair do sistema por completo, comprando Bitcoin.

Mas qual a sua opinião? O Bitcoin pode ser a alternativa viável para sair do sistema? Deixe seu comentário abaixo.