Alexandre Borba, conhecido pelo seu apelido de Gaules, contou em uma live assistida por mais de 700 mil pessoas sua péssima experiência com o Bitcoin: “o dinheiro ficou travado

Gaules é o terceiro streamer mais seguido na Twitch contando com 2 milhões de seguidores na plataforma, 9 milhões de horas assistidas e é o atual dono do recorde de mais espectadores simultâneos em uma live (393 mil pessoas).

Ele é um fenômeno no cenário de e-sports brasileiro e visto como um gênio do entretenimento pelo seu carisma e sua capacidade de formar sua “tribo” digital. 

Gaules e o Duplo Irlandês com um sanduíche holandês:

DUplo Irlandês com sanduíche holandês
Exemplo de Double Irish Dutch Sandwich

Ao fazer uma live acompanhando uma partida de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), Gaules entrou em um assunto relacionado a paraísos fiscais – locais com boas leis de privacidade e com baixos impostos, usados muitas vezes para lavar dinheiro. 

Alter - Criptoback

“O que é um paraíso fiscal? … Eu tenho dúvida, não quero nem me comprometer, mas para o seu dinheiro ir para um paraíso fiscal, não fica um registro que você mandou o dinheiro para um paraíso fiscal? E aí, em algum momento o governo  não vai ver, vai falar ‘p****, olha lá o cara, mandou R$1.000 para o paraíso fiscal’ até parece que não vai ser taxado”

afirmou Gaules

As preocupações de Gaules são reais, mas hoje as legislações são usadas com mais sutileza para a elisão fiscal (buracos jurídicos para pagar menos impostos legalmente). Grandes empresas como Google, Amazon, Apple usam técnicas de elisão como a “Double Irish With a Dutch Sandwich”. 

O nome pode parecer um prato da culinária gaulesa, mas é uma técnica complexa que envolve o uso da Irlanda, Bermudas e de leis holandesas para transferência de propriedade intelectual. Com ela, a Apple chegou a pagar apenas 1% de imposto em 2004.  

Gaules e bitcoin, uma história que começou errada

E se o assunto é elisão fiscal, o bitcoin é sempre lembrado. A criptomoeda foi criada para manter seu dinheiro longe do confisco estatal e das políticas monetárias insanas dos Bancos Centrais que geraram a crise de 2008

Entretanto, Gaules teve uma péssima experiência com bitcoin (btc):

Alter - Criptoback

“Bitcoin, tá aí um negócio, bitcoin teve um lance que eu falei para vocês. Eu recebi um pagamento de fora com bitcoins, mas aí eu sempre fiquei imaginando: ‘c*** velho, fiz aqui a transação, vou receber em bitcoins, esquema ‘safe’. Aí mano, abri lá a carteira de bitcoins, recebi lá e o dinheiro ficou travado dos bitcoins.”

Acontece, que o bitcoin foi enviado para uma carteira de corretora, como ele mesmo explica:

“Aí eu recebi o e-mail da corretora de bitcoins e os caras falaram: para liberar o seu pagamento a gente vai precisar de todos os seus dados. Aí eu falei, p*** meu irmão, seu eu quisesse liberar meus dados eu tinha pedido para transferir para o meu banco. RIP, velho!”

Ele também reclama da falta de anonimato na transação feita:

“Eu achei que era mais anônimo e não é velho, aparentemente as corretoras de bitcoin têm todos os seus dados … Eu achei muito NA, velho. Uma pessoa que ela não está envolvida nesses negócio acabou que é a mesma coisa que se tivesse vindo dinheiro normal, velho”.

Veja as falas completas do Gaules no vídeo que já tem mais de 700 mil views:

Dicas: Bitcoin, como usar sem burocracias 😎

A experiência do Gaules com o Bitcoin poderia ter sido melhor se ele seguisse algumas dicas simples para usar a criptomoeda e não ter dor de cabeça com burocracias desnecessárias.

Alter - Criptoback

As corretoras de criptoativos são obrigadas a pedir dados como RG, CPF, endereço e o que ela achar necessário para aceitar o cliente. São as regras de Know Your Customer (KYC) e Anti Money Laundering (AML). 

Para não perder tempo, o streamer poderia ter baixado a carteira Samourai Wallet e recebido os bitcoins nela. Usando criptografia, o bitcoin permite que qualquer pessoa crie um endereço e vire seu próprio banco em alguns cliques, sem burocracia, KYC, AML ou coisa do tipo. 

E para vender os bitcoins? Para vender a criptomoeda ele poderia ter usado plataformas de “pessoa para pessoa” como a HodlHodl, Bisq ou qualquer uma na lista de plataformas sem KYC compilada pela KYCNot.me.

O Bitcoin é anônimo?

Outra reclamação do Gaules é sobre o anonimato do Bitcoin. Ele é anônimo e privado?

Alter - Criptoback

Como muitas coisas na vida, a resposta não é um simples “sim ou não”.

Segundo os desenvolvedores do Bitcoin Andrew Poelstra, Pieter Wuille e Greg Maxwell no paper “Bulletproofs: Short Proofs for Confidential Transactions and More”, o bitcoin é uma moeda que provê “fraco anonimato” e “nenhuma confidencialidade”. 

“Em geral, separamos a privacidade para pagamentos em duas propriedades: (1) anonimato, ocultando as identidades do remetente e do receptor em uma transação e (2) confidencialidade, ocultando o valor transferido.

Embora o Bitcoin forneça algum anonimato fraco através da desvinculação de endereços de Bitcoin para identidades do mundo real, ele não tem qualquer confidencialidade. Esta é uma limitação séria para o Bitcoin e pode ser proibitiva para muitos casos de uso.

Será que os funcionários gostariam de receber seus salários em bitcoin se isso significasse que seus salários foram publicados na blockchain pública?

afirmou o paper.

O que isso significa? Que todas as transações do bitcoin são públicas e perpétuas, você pode agora mesmo ver cada transação que acontece no BTC em um explorador de blocos como o Blockchain.com

Muitas empresas usam a falta de confidencialidade no Bitcoin para criar algoritmos com o fim de tirar completamente qualquer tipo de anonimato dos usuários da rede, mesmo aqueles que usam técnicas avançadas como mixing e “uso de redes anônimas”

Alter - Criptoback

Entretanto, nem tudo está perdido. Moedas anônimas já implementaram funcionalidades que mitigam os pontos fracos do bitcoin. Uma delas é a Monero, criptomoeda que esconde os valores transacionados, os endereços de transação e até mesmo o IP do usuário com sua integração a redes como Tor e I2P.

Para os curiosos e nerds que querem entender o funcionamento do anonimato do Monero recomendamos os artigos:

Como o Monero é capaz de proporcionar privacidade e liberdade? 

Entenda melhor o que é fungibilidade – característica fundamental do protocolo Monero

Alter - Criptoback

Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br