Uma das maiores instituições financeiras do Reino Unido, o Lloyds Bank, supostamente bloqueou a conta de um cliente por atividades relacionadas a criptomoedas – e não é a primeira vez que isso ocorre.

Fundado em Birmingham em 1765, o Lloyds Bank é uma das maiores e mais antigas instituições financeiras do Reino Unido. É um dos quatro maiores bancos de compensação e atende a mais de 16 milhões de clientes na Inglaterra, Escócia, Irlanda e País de Gales.

Leia também:
++ O Bitcoin não pode ser racista, ao contrário de bancos
++ Conheça a primeira cidade baseada em criptomoeda
++ Bitcoin ultrapassará seu recorde histórico em 2020, prevê executivo da BitPay

Conta bloqueada e cliente interrogado por comprar cripto

Um desses clientes, um usuário do Reddit chamado matcheek, postou na semana passada sobre como o Lloyds Bank bloquear sua conta não uma vez, mas duas vezes, no espaço de dois dias por causa das compras de criptomoeda que ele fez.

A postagem foi excluída do subreddit r/Cryptocurrency por razões desconhecidas, mas Micky entrou em contato com o Redditor, que foi capaz de fornecer detalhes sobre o incidente.

Ele explicou que para testar uma nova exchange, realizou um pequeno depósito, mas o banco bloqueou a transferência. O usuário ligou para o banco, respondeu algumas perguntas, esperou uns 10 minutos e teve a transferência liberada.

Mas essa transferência teria sido apenas para ganhar a confiança da corretora. No dia seguinte ele foi comprar ainda mais criptomoeda, mas nessa ocasião o banco bloqueou sua conta, e desta vez foi uma suspeita de fraude de segundo nível – ir ao banco presencialmente era necessário para desbloquear a conta.

Matcheek teve que responder as seguintes perguntas para ter de volta acesso ao seu próprio dinheiro no banco:

  • Você está ciente das diversas fraudes que ocorrem no mercado de criptomoedas?
  • Existe algum motivo específico para você correr o risco com suas economias transferindo-as para um comerciante de baixa credibilidade?
  • Você já comprou criptomoedas antes?
  • Quanto você deu a eles?
  • Para quem você vai transferir o dinheiro? Você sabe o nome da empresa?

A conta acabou sendo desbloqueada, mas somente depois que o cliente foi forçado a justificar como ele optou por gastar seu próprio dinheiro.