Os grandes bancos americanos JP Morgan e o Goldman Sachs estão aconselhando seus clientes a não comprar Bitcoin, considerado o melhor ativo da década e o de melhor desempenho em 2020.

A Digital Asset Investment Management (DAIM), uma gestora de recursos da Califórnia, alegou que correu o risco de perder um cliente vital com a intervenção das duas instituições financeiras.

A empresa alegou que tinha um participante institucional que estava pronto para investir em bitcoin, mas mudou de ideia depois de conversar com seus consultores no JP Morgan (JPM) e no Goldman Sachs (GS).

“Eu tenho um cliente que estava pronto para comprar bitcoin e depois de conversar com seus consultores no JPM & GS me disse que ele não está mais interessado. Perguntei o que eles disseram e, em vez de responder, ele me pediu para explicar em uma frase quais são os benefícios de comprar o BTC agora em termos de resultados comprovados.”

explicou Adam Pokornicky, parceiro da DAIM.

Bitcoin ameaça grandes bancos

O caso segue uma longa história de crescente desconfiança entre o setor bancário estabelecido e o emergente setor de criptomoedas. A rede financeira ponto a ponto do Bitcoin permite que as pessoas transfiram valor para qualquer lugar do mundo, muitas vezes por tarifas baixíssimas.

A criptomoeda naturalmente representa uma ameaça competitiva para o setor bancário, criando a possibilidade de cada um ser o próprio banco, não precisando de ninguém para custodiar seu dinheiro.

Isso é parte da razão pela qual os grandes bancos odeiam o Bitcoin. Em 2017, o chefe do JP Morgan, Jamie Dimon, marcou a criptomoeda como “fraude”. Dois anos depois, o Bank of America admitiu que o bitcoin poderia reduzir suas receitas a longo prazo.

Mas a criptomoeda se tornou menos uma tecnologia de pagamento e mais um movimento anti-fiat. Uma parte dos investidores trata o Bitcoin como um hedge contra a inflação crescente. Até agora, a criptomoeda produziu resultados surpreendentes para seus investidores de longo prazo.

O DAIM, pelas mesmas razões, ajuda os clientes a investir Bitcoin diretamente em suas corretoras e contas de aposentadoria com benefícios fiscais.

Quando questionado pelo cliente que havia conversado com os consultores da JPM e GS, Porkonicky, consultor de investimento licenciado da DAIM, respondeu que em somente uma frase não daria para explicar, mas pontuou o seguinte:

  • Bitcoin é o ativo com melhor desempenho na última década.
  • A compra de Bitcoin e “hodling” é lucrativa por 3853 dias, de um total de 4134 dias (93,2%).
  • Se todo milionário do mundo quisesse possuir um Bitcoin, não seriam capazes de possuir nem 0,3 BTC cada um.
  • O valor do Bitcoin não está vinculado ao dólar, é definido por oferta e demanda. Sua oferta fixa e a demanda ilimitada em potencial foram projetadas para aumentar [o valor da criptomoeda].
  • Utilizando a teoria moderna do portfólio e procurando o portfólio ideal ao longo da fronteira eficiente, todo portfólio de múltiplos ativos e portfólio de 60%/40% que incluísse pelo menos uma alocação de 1 a 10% [em bitcoin] teve melhor desempenho em uma base de retorno absoluto e ajustado ao risco do que carteiras sem.

Por outro lado, as soluções de investimento em aposentadoria disponíveis no JP Morgan e no Goldman Sachs se concentram em títulos, valores mobiliários e classes de ativos tradicionais.

BitcoinToYou –  Negocie criptomoedas sem pagar taxa
 
A primeira corretora do Brasil, negociamos criptomoedas desde 2010. 
Abra sua conta grátis!
 

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br