Mazen Hamdan, diretor do departamento de operações monetárias no Banco Central do Líbano foi preso e acusado de fraude. Esse é mais um capítulo trágico na situação econômica do país.

Resumo do post:

  • Como manipular um país com US$12 milhões?
  • Os culpados pela crise
  • A situação econômica libanesa

Manipulando um país com US$12 milhões?

Qual o crime de Mazen? Segundo a Bloomberg, o libanês teria “manipulado a cotação do dólar”. Como? Ele teria vendido US$12,7 milhões no mês passado, dos quais US$470 mil foram para corretoras.

O Banco Central se defendeu dizendo que as transações foram limitadas e que esse valor não seria o suficiente para a moeda estatal cair 4 vezes perante o dólar desde dezembro.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

“Evidentemente, e depois de analisar os números e ao contrário dos rumores, não houve manipulação no mercado de câmbio como resultado das operações do banco”, disse o banco central.

Aparentemente, o governo está procurando culpados pela queda no valor da Libra Libanesa. Os primeiros acusados foram os traders de dólar, quase 50 foram presos nas últimas semanas. Então o governo teve a brilhante ideia para deter o derretimento da moeda e baniu apps que mostravam a cotação.

Há 15 anos, governo atrelou a Libra libanesa (L£) ao dólar, sendo que US$1 é igual a L£ 1.507,5. Contudo, assim como na Venezuela e Argentina, existe a cotação do governo para a moeda e a cotação do mercado.

O caos monetário completo

No final de 2019 noticiamos que o Banco Central do Líbano tinha sido cercado por manifestantes. Na época, as agências bancárias libanesas fecharam por falta de dinheiro, gerando uma revolta completa.

Pouco tempo depois o Líbano deixou de pagar sua dívida externa, e tem uma dívida pública equivalente a 150% do PIB. Para piorar a situação, o governo fez um Ball-In para salvar os bancos do país, confiscando o dinheiro da população.

Há 3 semanas, alguns bancos foram queimados em Tripoli e houve confronto entre a polícia e os manifestantes deixando 1 morto e dezenas de feridos.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!