Já são diversos os casos de alianças e patrocínios entre empresas do mercado de criptomoedas, plataformas blockchain e a indústria do futebol.

Dois grandes mercados trilionários, com muita atenção da mídia e fãs apaixonados, ambos universos possuem muito em comum e, aparentemente, uma aliança pode oferecer benefícios para os dois lados que vêm caminhando de mãos dadas.

A indústria do futebol e sua importância

O professor de negócios do esporte da Universidade de Nova Iorque, David Hollander disse que: “O esporte tem propriedades específicas, é uma forma cultural que não começou como um negócio, mas se tornou todo um ecossistema de negócios por causa da forma cultural. (…)” 

“(…) Porque não se trata apenas de vendas, não é apenas de marketing. É decorrente de algo que é intrinsecamente humano.”

E o mesmo poderia ser dito sobre o mercado financeiro, mais especificamente o das criptomoedas, que tem a vantagem de ser mais aberto, acessível e variado que o tradicional.

O futebol é um produto valioso, que vem crescendo a cada ano em termos financeiros. No início dos anos 90, quando a Premier League foi reestruturada, ela recebia pouco mais de 191 milhões de libras. Nas temporadas de 2016 a 2019 esse valor saltou para mais de 5,1 bilhões de libras.

Todo este crescimento está ligado ao peso cultural e às emoções que o futebol (e o esporte como um todo) desperta nas pessoas, gerando uma visibilidade imensa para os times e um engajamento visto em poucos outros eventos sociais.

De acordo com o Google, a indústria do futebol é, todo ano, um dos temas mais procurados na plataforma.

Em 2021, em pesquisas gerais realizadas no mundo todo, das 10 mais buscadas, 5 foram relacionadas com futebol (Austrália vs India, India vs England, Euro 2021, Copa América, India vs New Zealand).

É interessante notar que das outras 5, 3 também estão relacionadas com esportes (IPL, NBA e T20 World Cup).

Lista de assuntos mais pesquisados no google.

Quando o assunto são “times esportivos”, a indústria do futebol tem 100% de dominância entre o top 5 de pesquisas:

Lista de times esportivos mais pesquisados (Real Madrid, Chelsea, Paris Saint-Germain, Barcelona, Palmeiras).

Casos mais recentes de aliança entre o mercado de criptomoedas e a indústria do futebol

E agora, uma outra indústria que também cresceu muito nos últimos anos e vem ganhando atenção da mídia e das pessoas – a indústria blockchain – com capitalização de mercado que já ultrapassa os trilhões de dólares, está “abocanhando” os espaços publicitários e financeiros dentro da indústria do futebol.

Manchester United + Tezos

O anúncio mais recente foi sobre o patrocínio da plataforma blockchain com governança descentralizada, Tezos (XTZ), para o time de futebol inglês Manchester United.

Os investidores da XTZ votaram e aprovaram o investimento de US$ 27 milhões para que a marca da Tezos seja estampada no equipamento de treino da equipe.

Não é a primeira vez que os proprietários de XTZ aprovam uma decisão de governança de patrocínio no esporte, já que em outubro de 2021, a blockchain fez uma parceria com a equipe, também inglesa, de Fórmula 1 – McLaren Racing.

FC Barcelona + Polkadot

Esta aliança ainda não está confirmada, já que o time de futebol espanhol pode decidir por uma parceria de patrocínio com a plataforma de streaming de música – Spotify – que também é um candidato como patrocinador, mas as negociações com a equipe de desenvolvimento da Polkadot (DOT) já estão bem avançadas.

O clube de futebol já demonstrou interesse no protocolo líder de “camada zero (layer 0)” dentro da indústria blockchain, fazendo comentários sobre sua alta capacidade de processamento de transações por segundo e benefícios de escalabilidade.

O atual contrato do Barcelona vence em julho deste ano e até lá deveremos saber a decisão da equipe.

A indústria do futebol no Brasil também não fica para trás

A Binance – maior exchange centralizada em volume de negociações do mundo – já patrocina a camisa do Santos FC e recentemente anunciou seu patrocínio para o Paulistão 2022, um dos campeonatos de futebol mais importantes a nível nacional.

Além disso, a exchange centralizada brasileira, Mercado Bitcoin, também anunciou fazer parte do time de patrocinadores do Sport Club Corinthians Paulista, um dos clubes de maior relevância dentro da indústria do futebol brasileiro.

Em 2021 a, também exchange brasileira, BitPreço, anunciou parceria com Cruzeiro Esporte Clube para o lançamento do Cruzeiro Token, que foi vendido com exclusividade da plataforma e alcançou valorizações significativas em seu lançamento.

Saiba mais: “Criptomoeda” de Ronaldo Fenômeno distribuirá lucro pela venda de jogador

Chiliz tokenizou a indústria do futebol

O futebol já vem sendo positivamente influenciado pelos avanços tecnológicos.

Em uma indústria tão relevante e rica, é de se esperar que instituições, startups e desenvolvedores acabem direcionando seus esforços para participar da festa, e a indústria blockchain não ficou para trás.

A Chiliz, protocolo criado pela plataforma Socios.com, há um tempo vem tokenizando os clubes de futebol ao redor do mundo e inserindo estes clubes no mercado de criptomoedas.

A tokenização de tudo é uma tendência em constante crescimento no mercado e os times de futebol já fazem parte desta tendência.

O torcedor já pode ser dono de tokens dos seus times, conseguindo benefícios como: acesso à ingressos, eventos esportivos, eventos exclusivos, decisões de governança dentro dos clubes, etc.

Os tokens são negociados abertamente na plataforma, usando o token nativo CHZ, e seu preço pode variar de acordo com o desempenho do clube dentro e fora de campo.

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.