O Superintendente da prisão e seus cúmplices estão sob investigação pela construção de uma mineradora de criptomoedas depois de serem acusados de roubar eletricidade.

A prisão de Butyrskaya, localizada no centro de Moscou, é uma das prisões mais antigas da Rússia, datada do século XVII. Investigadores russos descobriram que parte dela foi secretamente convertida em uma fazenda de mineração de bitcoin. 

Também conhecida simplesmente como Butyrka, o centro de detenção fez parte da Rússia Imperial czarista e, durante a época soviética, deteve muitos prisioneiros políticos. Atualmente, por continuar sendo a maior das prisões provisórias de Moscou, Butyrka sofre com superlotação.

Mineração clandestina

A operação de mineração clandestina de criptomoedas foi supostamente encontrada dentro da clínica psiquiátrica da Butyrka, ala criada pelo Serviço Penitenciário Federal do país.

Passfolio

Os investigadores descobriram que o equipamento de mineração foi instalado pelo superintendente e seus cúmplices em novembro do ano passado. Durante janeiro e fevereiro deste ano, o equipamento utilizou quase 8.400 quilowatts de eletricidade pagos pelo governo, gerando um custo de mais de $62.000 rublos, pouco mais de $5 mil reais. 

Os funcionários foram acusados de “obviamente exceder sua autoridade e assim prejudicar gravemente os interesses legalmente protegidos da sociedade ou do Estado.” De acordo com a agência de notícias Tass, as autoridades confiscaram 1.476 equipamentos usados para minerar bitcoin e outras criptomoedas.

A Rússia recentemente se tornou centro de atividades criminosas envolvendo criptomoedas por conta de suas raras ocorrências de roubo de eletricidade e taxas historicamente baixas de eletricidade para residentes e agências governamentais. 

Leia mais:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br