Passfolio

Uma métrica relevante para análise fundamentalista no mercado de criptomoedas está na atividade de desenvolvimento de código e no número de desenvolvedores blockchain trabalhando no ecossistema da rede. Para estes dois projetos, os números são bem positivos.

Web3, imã de desenvolvedores blockchain

Quando falamos de desenvolvimento colaborativo em softwares open source no mercado de criptomoedas, muitos poderiam pensar que o Bitcoin (BTC): líder por capitalização de mercado, com duas vezes mais capital que o segundo colocado – Ethereum (ETH) – e 40% de dominância sobre todo o mercado; estaria em primeiro lugar, mas não é bem assim.

O ecossistema que mais atraiu desenvolvedores blockchain desde sua criação é o líder da Web 3.0, Ethereum.

Enquanto o BTC possui R$2,81 trilhões de capitalização, o ETH tem R$1,19 tri. Cerca de 42% – ou pouco menos da metade – do primeiro; segundo o Coingolive.

Passfolio
ranking mostrando capitalização de mercado de BTC e ETH, conforme texto.

Ethereum é uma blockchain base de primeira camada, que serve de infraestrutura para que dezenas, centenas e, até mesmo, milhares de outros projetos, protocolos, dapps e plataformas sejam desenvolvidos. Cada um destes projetos envolvem mais equipes inteiras de desenvolvedores que acabam se unindo ao ecossistema Web3.

Isso faz com que, as blockchains de infraestrutura web3 ganham destaque no crescimento do número de desenvolvedores especializados.

Além disso, existe a questão do financiamento, com projetos como a Solana (SOL), por exemplo, que também se destaca ao, surpreendentemente, possui mais desenvolvedores ativos que o Bitcoin.

A web 3.0 tem atraído muitos mercados e indústrias diferentes, fazendo com que estas blockchains atraiam um grande número de investidores privados que são capazes de financiar a contratação de grandes e excelentes equipes de desenvolvedores blockchain.

Conforme podemos observar no gráfico publicado em relatório pela a16z, o número de desenvolvedores do Ethereum se destaca de forma massiva contra todos os demais projetos, com quase 4.000 devs ativos por mês, seguido da Solana em segundo e Bitcoin em terceiro lugar.

Fonte: Andreessen Horowitz – State of Crypto Report

A blockchain da SOL conta com cerca de 1.000 desenvolvedores ativos no mês, quase 4 vezes menos que a líder web3 e o Bitcoin, com metade do número de desenvolvedores cripto da solana. Tendo cerca de 500 ativos no mês.

Caso a tendência continue, é possível que a diferença de mão de obra (e cabeças pensantes) continue aumentando em projetos focados em melhorar a interação dos usuários com a web como um todo, além de vermos outros tipos de projetos entrando na “briga” por atividade de desenvolvimento.

Leia mais:

Passfolio