Temer preso, Ibovespa despenca

A Força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quinta-feira (21), o ex-presidente da República. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia.
Michel Temer foi preso por formação de quadrilha, que teria roubado cerca de 1,8 bilhões junto de empresas na construção de Angra 3.
Com a notícia, o Ibovespa despenca 2% e o dólar teve alta de 1%. Especialistas acreditam que a prisão de Temer vai complicar e aumentar o custo político da reforma da previdência.
A queda na popularidade também tirou o fôlego do governo Bolsonaro e acendeu um alerta para a votação da reforma da previdência.

Governo deve anunciar corte de gastos

O governo deve anunciar ainda hoje ou até amanhã, um corte de gastos entre R$25 a R$35 bilhões. A informação é de fontes da área econômica do governo, que foi divulgada no Valor Econômico.
Ainda sobre o governo, ele decidiu não contar mais com a receita de uma eventual privatização da Eletrobras. Além disso, as projeções de arrecadação administrada está abaixo do orçamento previsto para 2019.

Facebook armazenava milhões de senhas em texto simples

Facebook confirmou quinta-feira em um post no blog, solicitado por um relatório do repórter de segurança cibernética Brian Krebs, que armazenou “centenas de milhões” de senhas de contas em texto puro por anos.
A descoberta foi feita em janeiro, disse Pedro Canahuati, do Facebook, como parte de uma revisão de segurança de rotina. Nenhuma das senhas era visível para ninguém fora do Facebook, disse ele.
O Facebook admitiu a falha de segurança meses depois, depois que Krebs disse que os registros estavam acessíveis a cerca de 2.000 engenheiros e desenvolvedores.

Hashrate do bitcoin passa de 52 quintilhões

O hashrate do Bitcoin passou ontem os 52 quintilhões de hashs por segundo, essa é uma ótima marca. Desde a crise dos mineradores em 2018, quando o hasrate caiu para 32 quintilhões de hashs por segundo esse número não era alcançado.
Novas mineradoras mais eficientes foram adicionadas no mercado  e aparentemente a confiança na rede parece ter aumentado.

Aceitação do bitcoin continua a crescer

Hoje a Flapper, e as empresas de varejo suíça Galaxus e a empresa de distribuição de eletrônicos Avec se uniram a empresas que aceitam bitcoin.
A Flapper, a única que atua no Brasil e é uma espécie de Uber dos jatos particulares. As duas outras empresa somam em conjunto cerca de 18 bilhões de dólares em ativos.
No caso da Avnet eles pagam uma taxa de 1% pelos serviços de intermediação e segurança da Bitpay, o que é algo extremamente baixo se comparado ao mercado tradicional.
Segundo empresa de management  de ativos digitais CoinShares, entre 2013 e 2018 a aceitação do Bitcoin subiu 702%

Fundador do Ethereum fala sobre as prioridades da rede

Em entrevista com o canal da Abra, Vitalik revelou suas prioridades: “meus top 3 problemas agora são provavelmente escalabilidade, privacidade e usabilidadde.
Sobre escalabilidade – o Ethereum só processa 15 tp/s. Na verdade, nós precisamos de 100.000.
Privacidade – cada coisa que você faz é totalmente pública para todo mundo.
Usabilidade é um grande problema.  Várias das aplicações de blockchain são muito pobres no lado da usabilidade.”