Renda fixa - mãos segurando um pote de moedas

Renda fixa: guia completo para começar a investir

A renda fixa geralmente é o primeiro passo dado por pessoas que estão começando a querer aplicar seu dinheiro. Ele é escolhido porque é um investimento que possui um baixo nível de risco.

Como seu nome já sugere, a renda fixa é chamada assim porque ela já possui uma rentabilidade previsível no curto-prazo. Se você investe em renda fixa, você sabe quanto vai ganhar amanhã.

Por isso ela é a favorita dos brasileiros, porque dá mais tranquilidade para pessoas que estão começando a lidar com investimentos. Quer conhecer mais? Escute nosso podcast sobre o assunto:

1 – Conheça os tipos de títulos de renda fixa

Os títulos de renda fixa são categorizados em pré-fixados, pós-fixados e mistos. Nos títulos pré-fixados, a rentabilidade final já é conhecida pelo comprador no momento da aplicação.

Já nos pós-fixados, a rentabilidade do título vai variar de acordo com um índice. No CDB esse índice é o CDI, que segue a taxa de juros da economia. No Tesouro Direto, esse índice é a SELIC, que é a própria taxa de juros da economia.

Então, se a taxa de juros da economia é de 6,5% ao ano, seu título de renda fixa, seja no CDB ou no Tesouro pós-fixado, pagará 6,5% ao ano. Alguns títulos também pagam com base no IPCA, que é a inflação brasileira. Então se você investir em um título IPCA, seu dinheiro ficará protegido da inflação.

Os títulos mistos costumam pagar uma taxa + o IPCA do período. Então você ganha uma remuneração fixa + a inflação. Esses títulos geralmente são escolhidos para quem quer deixar uma quantia guardada a longo prazo.

Vantagens da Renda Fixa

Rentabilidade: a Renda Fixa rende muito mais do que a poupança, para falar a verdade, rende quase o dobro. Então quando falamos de rentabilidade, com certeza ela é uma das grandes vantagens da renda fixa.

Segurança: o CDB tem a segurança do FGC, que é o Fundo Garantidor de Crédito, que garante que você não vai perder seu dinheiro caso o emissor do título quebre. Ele cobre até R$250.000 em aplicações.

Resgate a qualquer momento: os títulos de renda fixa pós-fixados têm liquidez diária. Isso significa que você pode resgatar seu dinheiro a qualquer momento sem perder a rentabilidade do mês inteiro.

Acessibilidade: Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os títulos de renda fixa são extremamente fáceis de investir e acessíveis. No Easynvest dá para começar a investir no mesmo dia com uma quantia 0a partir de R$30.

Desvantagem

Alguns títulos têm carência: é preciso ficar atento, alguns títulos de renda fixa tem uma espécie de carência. Geralmente, isso se aplica aos títulos pré-fixados e mistos. Nesses casos, só será possível resgatar o dinheiro ao final do vencimento do título.

Taxas e impostos: investir em renda fixa também implica em taxas de corretoras e impostos. Esses dois reduzem o rendimento real da aplicação, mas não ao ponto de empatar com a poupança.

3- Conheça as opções de renda fixa

Existem diversas opções de títulos de renda fixa. Dentre os mais famosos estão:

  • Debêntures;

É muito importante conhecer muito bem como funciona o título que você escolher antes de investir seu dinheiro, pois cada um deles possui suas particularidades. Poupança, LCI e LCA, por exemplo, são títulos isentos de IR, diferentemente do CDB. Em compensação, a poupança apresenta rendimentos bem menores em comparação aos demais títulos.

Os títulos de debêntures, por outro lado, já são uma alternativa mais rentável em comparação às demais opções, mas não possuem garantia do FGC, como ocorre com o CDB, TD, LCI, LCA e poupança. Veja o infográfico abaixo para conhecer outros títulos.

títulos de renda fixa
Veja os diversos títulos de renda fixa e suas particularidades.

4- Use a abuse de simuladores e calculadoras de investimentos

Existe uma série de sites/aplicativos que você pode utilizar para decidir qual corretora utilizar e qual título adquirir na hora que for investir em renda fixa. Confira alguns:

Estes aplicativos e sites são ótimos na hora de visualizarmos o retorno de alguns destes títulos e tomarmos a melhor decisão. Espero que este post tenha lhe ajudado com algumas dicas a respeito de investimentos em renda fixa.

Se você tem interesse em mais conteúdos sobre investimentos, assine nossa newsletter e fique de olho nas redes sociais do Cointimes – Facebook, Twitter.

Sobre o criador de conteúdo

Economista em formação, escritor por vocação. Gosto de fazer investimentos, penso a longo prazo, mas não abro mão de fazer alguns trades. Trabalhei como Community Manager por 1 ano, representando a Foxbit e estou no mercado de criptomoedas desde 2016, mais especialmente no Bitcoin.

Postar um comentário

You don't have permission to register