O site Coinlib, além de outras coisas, oferece um serviço de monitoramento do mercado de criptomoedas e nesta quarta-feira fomos surpreendidos por uma notícia estupenda.

Qual a notícia? Bom, as negociações de real com Bitcoin ultrapassaram a de dólar com a mesma criptomoeda. E não é só isso, foram 3 vezes maior do que com a moeda do tio Sam.

Isso significa que mais de 1,21 bilhão de dólares em reais foram negociados apenas em Bitcoin, enquanto a moeda norte-americana só negociou 354 milhões de dólares. O valor de negociações é tão grande que ultrapassa o trade em dólar em Bitcoin, Bitcoin Cash, Litecoin, Ether e XRP somados.

Coinlib acessado às 13:48 de 01/05/2019

Da onde está vindo esse volume de negociações?

Fomos consultar de onde estava vindo o volume negociado e encontramos a participação de mercado de cada uma das exchanges (locais que você troca criptomoedas por reais e vice-versa) e encontramos a seguinte situação:


Dados do Cointrader Monitor, acessado às 13:58


Segundo o Cointrader Monitor o Market Share do Mercado brasileiro estava dividido entre duas exchanges do grupo Bitcoin Banco, a NegocieCoin com 70,7% do volume e a TemBtc com 29% do market share brasileiro.

Fazendo uma conta rápida, sobra apenas 0,3% de market share para as corretoras de bitcoin mais tradicionais como o Mercado Bitcoin, Foxbit, Walltime, BitcoinToYou e FlowBtc, vale ressaltar que o cointradermonitor tem 34 exchanges listadas.

Há dois meses eu entrevistei o grupo Bitcoin Banco, que vinha ganhando market share em taxas absurdas. Na época ela estava listada pouco atrás da Poloniex em questão de volume negociado, um feito para qualquer exchange.

Fui tentar descobrir de onde estava vindo esse volume de negociações incrível. Qual a resposta?

Bom, os diretores do grupo Bitcoin Banco me disseram que eles conseguem o Bitcoin mais barato pois pegam ele direto de mineradores. A elevação na quantidade dos trades foi, segundo eles, devido a nova ferramenta que permite fazer trade entre a NegocieCoins e TemBTC.

Desconfiança

Daquela data em diante as corretoras da Bitcoin Banco aparecem nos sites que medem o volume negociado de bitcoins com absoluta vantagem a qualquer outra corretora.

Mas não são todas as pessoas que acreditam nas explicações da Bitcoin Banco para esse volume negociado. A exchange ganhou destaque após processar o site Bitvalor, que ficou um ano fechado após dizer que a corretora estava manipulando seus dados.  

Um estudo publicado pelo cientista de dados Eloi Patarro mostrou desconfiança quanto ao volume indicado na corretora. Ele concluiu o estudo recomendando a utilização de um padrão público para verificação de dados.

Um outro estudo mostrou que 95% do volume das exchanges de criptomoedas é falso.Alguns críticos dizem que essa é uma estratégia de marketing para atrair mais clientes e se manter em destaque nos sites que mostram o volume das corretoras.

Sendo a quantidade de bitcoins negociadas verdadeira ou não, o que realmente podemos concluir sem medo de processos é que precisamos de mais transparência e um padrão na consulta e verificação dos dados.