A empresa de pagamentos Ripple e seu CEO Brad Garlinghouse estão processando o YouTube por não tratar adequadamente do problema dos golpistas de criptomoedas em sua plataforma.

Leia também:
++ PewDiePie troca Google por plataforma que usa blockchain

Os golpistas estão usando o YouTube e outras plataformas sociais, para lançar os chamados “esquemas de doação” e fugir com as criptomoedas das vítimas.

Os criminosos iniciam transmissões ao vivo usando as imagens das principais figuras e empresas de tecnologia, tentando convencer as pessoas a enviar pequenas quantidades de cripto para um endereço para receber uma quantia maior em troca – o que nunca acontece.

Os golpes que personificam Bill Gates, Brad Garlinghouse e outras personalidades surgiram recentemente no YouTube, e a Ripple e seu CEO estão pedindo uma quantia não especificada de indenização ao YouTube por supostamente não tomar uma ação e causar danos à sua reputação.

“Nos últimos meses, Ripple e Garlinghouse sofreram – e continuam a sofrer – danos irreparáveis ​​à sua imagem, marca e reputação públicas como uma conseqüência direta da falha deliberada e inexplicável do YouTube em resolver uma fraude generalizada e prejudicial que ocorre em sua plataforma.”

Processo da Ripple contra o YouTube.

O processo também acusa o próprio YouTube de lucrar com os golpes, permitindo que os fraudadores comprem anúncios promovendo seus vídeos.

“O uso das marcas registradas da Ripple e a semelhança do Sr. Garlinghouse nessas contas causaram confusão ao cliente. Essa confusão levou os indivíduos a serem vítimas do embuste, porque (erroneamente) entenderam que essas contas eram legítimas e formalmente afiliadas ao Ripple. Essa confusão continuará ausente de uma ordem judicial.

O YouTube também gera receita com a conduta infratora, inclusive depois que foi informado sobre o golpe. O YouTube vendeu – e continuará vendendo – anúncios pagos aos fraudadores envolvidos na conduta infratora. Quando um usuário do YouTube clica em um “anúncio de descoberta de vídeo”, ele é levado diretamente para um canal do YouTube que está executando o Scam. O YouTube lucra com a violação das marcas da Ripple.”

Além desse problema, também vemos a gigante plataforma de vídeos deletar inúmeros legítimos canais de criptomoedas, o que deve estar acontecendo? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.


BitcoinToYou –  Negocie criptomoedas sem pagar taxa
 
A primeira corretora do Brasil, negociamos criptomoedas desde 2010. 
Abra sua conta grátis!
 
Abrir conta


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!