Rodrigo Marques, o CEO e idealizador da Atlas Quantum, empresa suspeita de pirâmide financeira, aparentemente surgiu em um vídeo entrando de maca em uma ambulância. Uma fonte anônima afirmou que ele morreu de covid-19 em um país da América Latina.

O rosto do homem foi borrado para preservar a privacidade da pessoa, caso não se trate de uma figura pública.

O vídeo foi enviado por email de forma anônima para um site, que publicou o conteúdo. Já para o Cointimes, uma fonte confiável (e próxima de Rodrigo) afirmou que o homem do vídeo pode de fato se tratar de Rodrigo Marques, mas ele definitivamente não morreu.

Ele está muito bem, disse a fonte sem revelar detalhes sobre sua localização atual. De acordo com informações, ele poderia estar forjando sua morte para evitar problemas com as vítimas, que coletivamente foram lesadas em cerca de R$ 4 bilhões.

Com promessas de altos rendimentos com arbitragem de bitcoin, o robô da Atlas foi capaz de prejudicar cerca de 200 mil investidores no mundo todo, segundo matéria da CNN.

Embora investidores com representação judicial já tenham pedido a prisão preventiva de Rodrigo Marques no ano passado, o criador da suposta pirâmide ainda não viu um dia na prisão.

Mas para além da liberdade, ainda lhe falta tranquilidade. Após o lançamento de matérias exclusivas do Cointimes onde contamos detalhes do caso Atlas, Marques foi ainda mais exposto, entenda:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br