Cuy Sheffield, chefe de criptomoedas da gigante de pagamentos Visa, fez uma série de “tweets” em que afirma que “o Bitcoin tem um futuro brilhante pela frente.”

Continua…

Os Satoshis podem se tornar a unidade de medida para micropagamentos na internet.”

Satoshis, ou simplesmente “Sats”, é o nome dado a menor unidade de um bitcoin (BTC), que pode ser dividido em 100.000.000 de partes. Ou seja, um Satoshi é justamente 1/100.000.000 de um BTC (ou 0.00000001 BTC). 

O executivo acredita que transações de micropagamentos na internet podem se tornar o principal caso de uso em que o Bitcoin pode substituir moedas fiduciárias:

Por exemplo, em uma rede social em que preciso pagar 1 centavo de dólar para votar ou comentar em uma postagem, se fizer isso 100 vezes por dia gastaria US$ 30 todos os meses, exigindo que eu pensasse duas vezes e limitasse frequentemente essas ações na rede. Agora, se eu precisar pagar apenas um centésimo de centavo de cada vez, posso desligar completamente a calculadora de custos de transação mental em meu cérebro e me envolver em cada post sabendo que estou gastando apenas US$ 3 por mês. É aqui que existe a oportunidade de micropagamentos!

Lightning Network

Cuy Sheffield falou também sobre o potencial revolucionário em micropagamentos digitais que a Lightning Network possibilita ao Bitcoin.

A Lightning Network é a principal solução de escalabilidade que torna possível realizar transações de bitcoin com custo quase zero.

De acordo com Sheffield, se o streaming de dinheiro se tornar o modo como os criadores de conteúdo serão pagos nos próximos 5 a 10 anos, poderemos ver usuários de internet que não conhecem ou se preocupam com o Bitcoin usando Satoshis para pagar pelo conteúdo online.

“Se surgirem novos casos de uso, como pagar Sats para remover anúncios, ver dicas de influenciadores, participar de grupos de mensagens privadas ou comprar produtos digitais, pagamentos através da Lightning ou de uma rede semelhante de segunda camada de código aberto têm uma parte significativa a ser usada neles ao invés de dólares.”

Embora a Lightning Network esteja em estágio experimental, ela ainda é a solução de escalabilidade do Bitcoin mais viável disponível no mercado de criptomoedas atualmente.

Assim como o chefe de criptomoedas da Visa, compartilhou seus pensamentos sobre a adoção, motivados pelo tópico do Twitter do CEO da Coinbase, Brian Armstrong, no histórico de custos associados à tecnologia de mensagens. 

Eu diria que existem alguns casos de uso e cenários realmente interessantes que podem levar os consumidores a gastar Bitcoin em vez de dólares tradicionais ou stablecoins no futuro que são sub-discutidos nos círculos de pagamentos tradicionais de Bitcoin, fintech e tradicional“, insistiu Sheffield. 

Bitcoin é lento comparado a Visa

O grande problema a ser combatido é a limitação do blockchain do bitcoin em termos de transações por segundo (TPS). Mesmo com a adoção cada vez maior ao segwit, percebemos que esta taxa de TPS não chega nem perto da rede do Visa, que é capaz de lidar com uma taxa superior a 24.000 transações por segundo:

“A VisaNet lida com uma média de 150 milhões de transações por dia e é capaz de lidar com mais de 24.000 transações por segundo.” [https://usa.visa.com/run-your-business/small-business-tools/retail.html]

Lightning Network

Gráfico com a taxa TPS da rede bitcoin. Perceba que a quantidade de transações são insignificantes em comparação à Visa, ou até mesmo outras criptomoedas.

Sendo assim, qual a grande vantagem do bitcoin em relação a outras criptomoedas mais escaláveis, por exemplo?

A resposta é simples: segurança.

Além de ser uma rede rápida, em relação mainstream, é extremamente importante que seja segura, e é por isso que o bitcoin continua sendo a principal criptomoeda dentre todas as existentes deste enorme mercado.

Por todo este aspecto da segurança, é natural que transacionar bitcoin seja mais caro que transacionar outras criptomoedas. Este é um dos motivos de grandes críticas ao bitcoin – a questão dos micropagamentos.

FONTES: Cointelegraph e CoinSpice