Hackers norte-coreanos lançaram pelo menos sete ataques a exchanges de criptomoedas em 2021, roubando cerca de US$ 400 milhões – R$ 2,22 bilhões – em ativos digitais, revelou a empresa de análise Chainalysis no último relatório. 

O valor dos ativos cripto roubados por esses hackers aumentou 40% em 2021 em relação ao ano anterior. Embora o relatório não tenha citado todas as vítimas desses ataques, ele mencionou a exchange japonesa, Liquid.com, que perdeu US$ 91 milhões para os hackers. 

Além disso, o relatório afirmou que os ataques visavam principalmente empresas de investimento e exchanges centralizadas. Os hackers usaram várias táticas como phishing, explorações de código, malware e engenharia social avançada para obter acesso às exchanges de criptomoedas. 

“Uma vez que a Coreia do Norte ganhou a custódia dos fundos, eles iniciaram um cuidadoso processo de lavagem para encobrir e sacar”, afirmou a Chainalysis.  “A crescente variedade de criptomoedas roubadas necessariamente aumentou a complexidade da operação de lavagem de criptomoedas da República Popular Democrática da Coreia (RPDC).” 

O procedimento de lavagem de criptomoedas 

A plataforma de dados sobre o setor de criptomoedas mostrou em relatório como funcionava a máquina norte coreana de lavagem de criptomoedas. Os hackers geralmente trocam os tokens roubados por Ether (ETH) em exchanges descentralizadas (DEX) e os enviam para misturadores (mixers) para ocultar seu histórico transacional. 

Mais uma vez, eles trocam o Ether por Bitcoin nas DEXes e enviam esses Bitcoins para os misturadores antes de depositá-los em exchanges de criptomoedas baseadas na Ásia e então sacá-los. 

“Mais de 65% dos fundos roubados da RPDC foram lavados por meio de misturadores este ano, acima dos 42% em 2020 e 21% em 2019, sugerindo que esses agentes de ameaças adotaram uma abordagem mais cautelosa a cada ano que passa”, acrescentou o relatório. 

Leia também: Como a Coreia do Norte criou o dólar perfeito?

Além disso, a empresa de análise identificou US$ 170 milhões em criptomoedas não lavadas e roubadas, idealmente em carteiras controladas pela Coreia do Norte. Essas criptomoedas roubadas foram vinculadas a 49 hacks separados de 2017 a 2021. 

lavagem de dinheiro da coreia do norte segundo a Chainalysis
Valor e número de hacks envolvendo a Coreia do Norte entre 2017 e 2021 – Fonte: Chainalysis 

“Seja qual for o motivo, o tempo que a RPDC está disposta a manter esses fundos é esclarecedor, porque sugere um plano cuidadoso, não desesperado e apressado”, acrescentou a Chainalysis. 

Enquanto isso, o envolvimento de hackers norte-coreanos patrocinados pelo Estado atacando exchanges de criptomoedas foi apontado anteriormente por um painel das Nações Unidas. A Coreia do Norte foi acusada de usar os lucros roubados para financiar seu programa de armas nucleares. No entanto, a Coreia do Norte negou essas alegações ao divulgar uma declaração. 

Leia Mais: 

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br