Pesquisadores de Blockchain rastrearam US$ 2,8 bilhões em “bitcoins ilícitos” que supostamente foram lavados nas exchanges de criptomoedas em 2019 – com mais de 50% (US$ 1,4 bi) lavados nas gigantes comerciais Binance e Huobi.

“Binance e Huobi lideram todas as exchanges em recebimento de ‘bitcoins ilícitos’ por uma margem significativa”, disse a unidade de análise de criptomoedas Chainalysis.

“Isso pode ser uma surpresa, uma vez que Binance e Huobi são duas das maiores exchanges em operação e estão sujeitas a regulações de KYC.”


Leia também:
++ [Exclusivo] Atlas Quantum é investigada por lavagem de dinheiro e deve 1400 bitcoins a empresa hondurenha
++ CS:GO era usado para esquema massivo de lavagem de dinheiro


A Chainalysis descobriu que mais de 300 mil contas individuais nessas exchanges tocaram os bitcoins enviados de “fontes criminosas” no ano passado e identificaram manualmente uma lista dos TOP 100 corretores de balcão não autorizados que acreditam ser lavadores de dinheiro.

“[…] Um pequeno segmento dessas contas é extremamente ativo. As 2.196 contas nos três depósitos com maior recebimento receberam um total de quase US$ 27,8 bilhões em Bitcoin em 2019 ”, disse a empresa.

binance e huobi superam todas as outras juntas em lavagem de dinheiro
Binance e Huobi são as exchanges preferidas para lavagem de dinheiro.

A quantidade de criptomoeda ilícita tocada pelos “top 100” não é brincadeira: eles teriam recebido mais de US$ 3 bilhões em Bitcoin em 2019 e representaram até 1% de toda a atividade de Bitcoin em qualquer mês.

Principais corretores têm influência sobre os mercados

Os corretores OTC servem como intermediários para aqueles que procuram se afastar das trocas públicas. Eles geralmente facilitam para os clientes negociando grandes quantidades de criptomoedas por preço definido.

A Chainalysis descreveu os corretores de balcão como uma “fonte crucial de liquidez no mercado de criptomoedas”, citando evidências fornecidas pela empresa de dados Kaiko que estima que eles estão realmente envolvidos na maioria de todo o volume de comércio de criptomoedas.

“Risky services” incluem mixers, como aqueles que usam CoinJoin.

Existem várias razões para recrutar corretores de balcão, mesmo que você não queira lavar dinheiro. Os formadores de mercado e as baleias com pilhas de dinheiro digital geralmente negociam dessa maneira para evitar influenciar o mercado geral de criptomoedas com seus grandes movimentos.

Mas alguns corretores de balcão são especializados em lavagem de dinheiro para criminosos atraídos por seus serviços, pois podem ter requisitos de conhecimento do cliente muito menores do que as exchanges on-line, disse a Chainalysis.

Huobi parece atrair os principais lavadores

Setenta dos cem principais endereços vinculados aos corretores OTC lavaram Bitcoin exclusivamente na Huobi.

No total, esses 70 corretores teriam recebido mais de US$ 194 milhões de entidades criminosas no ano passado.

Os pesquisadores, no entanto, postularam que seria possível que alguns tivessem contas adicionais na Binance ou em outras bolsas.

“Lembre-se de que o Top 100 representa apenas corretores OTC que identificamos manualmente como lavadores de dinheiro ao longo de nossas investigações em nome dos clientes da Chainalysis”, disse a empresa.

“Acreditamos que é extremamente provável que alguma porcentagem das outras contas altamente ativas da Binance e Huobi que recebem fundos ilícitos também pertençam a corretores OTC corruptos que ainda precisamos identificar”.

Valor total de bitcoins recebidos pelos 100 maiores brokers de OTC por mês, de outubro a dezembro de 2019.

No mês passado, o Cointimes comentou que o PlusToken, um esquema chinês de pirâmide no valor de US$ 2,6 bilhões, pode ter sido responsável por manter o preço do Bitcoin baixo. Chainalysis observou que muitos dos Top 100 tiveram um papel substancial no golpe.

Quanto ao que a Binance está fazendo para reduzir a exposição a corretores de balcão de lavagem de dinheiro, o porta-voz garantiu à empresa que estava ciente da “tendência e movimentos crescentes” dos fundos ilícitos e que sua plataforma é compatível com os requisitos da KYC em cada jurisdição em que opera.

Embora o Chainalysis tenha esclarecido que moedas conectadas ao crime representam uma pequena fração do valor total recebido por Binance e Huobi, o valor ainda é significativo.