• Bitcoin resiste aos efeitos econômicos negativos da guerra e supera a marca dos US$ 41.000.
  • Enquanto o mercado de ações e as moedas fiduciárias são prejudicadas, commodities e criptomoedas se destacam com valorizações.

No dia 23 para 24 de fevereiro, o Bitcoin (BTC) viu uma forte queda no preço de cerca de 12,5%, ante a notícia de invasão do exército russo na Ucrânia. Mas, conforme analisado pelo Cointimes, na véspera, este evento criou uma excelente oportunidade de compra que o leitor que acompanha nosso conteúdo conseguiu aproveitar.

Saiba mais: Especialista mostra que FUD de invasão militar pode ser indicador de fundo

Bitcoin resiste e sobe

Gráfico do preço do bitcoin resiste do dia 22 até 28 de fevereiro, mostrando queda inicial de 12,5% e alta de 20,6%.
Fonte: TradingView – BTC/USD – Velas de 1H – HeikenAshi

Todos os mercados globais, com exceção do petróleo, foram atingidos de forma negativa na madrugada da invasão militar e isso incluiu as criptomoedas.

A queda, no entanto, está se provando muito mais ligada à uma reação de medo, incerteza e dúvida dos investidores, que optam por uma posição – em teoria – de menor exposição ao risco, do que aos fundamentos do Bitcoin e das criptomoedas.

Conforme o mercado vai percebendo que os fundamentos destes ativos continuam fortes como ferramentas de transferência e reserva de valores, principalmente em momentos caóticos relacionados a governos globais, o preço parece refletir esta nova percepção, apontando para cima.

Desde a queda até cerca de $34k dólares, o BTC já vê uma valorização superior a 20%, enquanto é negociado acima dos $41k.

BTC se desprende do S&P 500

Gráfico do índice S&P500, que acompanha as 500 maiores ações da bolsa americana.
Fonte: investing.com

Enquanto isso, o S&P 500 e outros índices dos mercados de ações globais seguem apontando para baixo, em um sentimento dos investidores que continua negativo.

Ainda é cedo para afirmar se o BTC realmente vai desacoplar destes índices, que normalmente andam na mesma direção, mas parece que algo já está acontecendo neste sentido.

Em vez de acompanhar o movimento do mercado de ações, o bitcoin acompanha o movimento de commodities como ouro, prata e petróleo, que vem subindo ante a ameaça de guerra.

O fato das commodities – normalmente tratadas como reserva de valor e refletindo também a perda do poder de compra das moedas fiduciárias – estarem subindo, indica que as moedas fiat perdem valor e o investidor está buscando uma alternativa para proteger seu patrimônio de inseguranças macroambientais.

Gráfico do preço do ouro
Fonte: investing.com

O Bitcoin e outras criptomoedas possuem esta mesma essência de ser a alternativa quando o dinheiro dos governantes falha, principalmente por inseguranças políticas.

Leia mais:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br