Passfolio

Emin Gün Sirer, co-fundador da Avalanche, deu entrevista para a Forbes sobre o futuro do projeto e perspectivas futuras de crescimento e preço. Confira trechos da entrevista e o que diz nosso analista.

“AVAX é a melhor tecnologia blockchain no mercado” – segundo co-fundador da Ava Labs

Avalanche foi um projeto que ganhou muito destaque em 2021, junto com a crescente de blockchains de primeira camada (L1) que passaram a oferecer competição à blockchain líder no segmento de contratos inteligentes (smart contracts), aplicativos descentralizados (DApps) e finanças descentralizadas (DeFi).

Ao lado da Solana (SOL), Avalanche (AVAX) foi um dos ativos que mais cresceu em capitalização e preço, além de um crescimento expressivo em valor total bloqueado (TVL).

Em evolução de preço, o AVAX saiu de US $9,25 a unidade para US $151,00 – valorizando mais de 1.482% em quatro meses, de julho a novembro de 2021.

Gráfico com o preço AVAX de julho a novembro de 2021, conforme descrito.

A proposta da Avalanche trazia algumas características tecnológicas inovadoras que acabou chamando a atenção do mercado, além de um capital massivo de investidores de Venture Capital (VC), marketing, uma comunidade engajada e desenvolvedores passando a construir dentro do ecossistema que foi crescendo.

De acordo com Emin Gün Sirer, co-fundador da Avalanche, a empresa privada responsável pelo projeto, Ava Labs, que está “prosperando” – palavras de Emin – contando atualmente com 180 colaboradores contratados e com a perspectiva de chegar à 250 até o final do ano.

Com uma visão tão otimista relacionada ao crescimento da empresa encarregada do projeto, o empresário foi questionado sobre as condições atuais de mercado, já que a AVAX perdeu cerca de 78% de seu valor de mercado em um intervalo de dois meses, de abril a junho de 2022 com o bear market atual.

Gráfico AVAX/USD de abril a junho de 2022, conforme descrito.

Emin, no entanto, disse que seu foco não está no movimento de preço do ativo, mas sim em continuar construindo. O que faz sentido ao demonstrar interesse em aumentar sua equipe mesmo com um cenário tão desafiador em termos de capital disponível.

“O preço não é algo em que estou extremamente interessado – estou construindo e todos que eu conheço estão construindo”.

– Emin Gün Sirer

O empresário afirmou que a empresa possui múltiplas fontes de financiamento e eles estão extremamente confortáveis e bem capitalizados para “os próximos não sei quantos anos”, comenta. Além disso, ele parece acreditar muito em seu próprio projeto a nível tecnológico.

“Avalanche é, simplesmente, o dispositivo de plataforma blockchain mais inovador até hoje. Ele representa a melhor tecnologia que conhecemos do ponto de vista científico para construir blockchains dimensionáveis ​​e personalizáveis.”

Avalanche tem futuro?

*opinião pessoal do autor – Vini Barbosa.

Avalanche foi um projeto que chamou bastante minha atenção em 2021 pela proposta inovadora de escalar a capacidade de transações através de uma estrutura de três diferentes blockchains (X-Chain, C-Chain e P-Chain) e um sistema de subnets na P-Chain – bem parecido com a lógica por trás das segundas camadas (L2) do Ethereum, por exemplo.

No entanto, a maioria dos aplicativos e plataformas sendo construídos em Avalanche, o são através da C-Chain, cadeia de blocos responsável pelo processamento de contratos inteligentes e conexão com a Ethereum Virtual Machine (EVM). Isso devido à facilidade de construção e a não necessidade dos protocolos criarem todo um sistema de validação próprio, mas utilizar a própria estrutura de consenso da AVAX. A interoperabilidade com o ecossistema DeFi de ETH também é bastante atrativo.

O problema disso é que a C-Chain está sujeita à regras muito parecidas com o Ethereum, oferecendo pouco ou nenhum diferencial competitivo.

No início do projeto, a rede da Avalanche conseguia maior velocidade de confirmação e taxas menores, já que era menos utilizada que a blockchain líder, mas conforme sua demanda aumentou, os problemas, previsivelmente, começaram a aparecer.

A capacidade de entrega da Avalanche está diretamente ligada aos projetos de maior demanda serem construídos em P-Chain, mas isso exige um maior investimento, maior conhecimento técnico e também uma criação de uma rede própria de consenso, com validadores próprios e responsabilidade de cada projeto sobre sua segurança – o que é evitado em C-Chain ou em Ethereum, por exemplo.

Esta falta de incentivos continua concentrando o desenvolvimento na cadeia menos escalável e não sabemos o que precisará ser feito para mudar a teoria dos jogos que vem dificultando a entrega das promessas do projeto.

Além disso, Ava Labs parece utilizar algumas informações duvidosas para promoção ao mercado, como por exemplo afirmar que a rede consegue processar infinitas transações por segundoalegação que já foi refutada por mim neste artigo publicado aqui no Cointimes.

Na época, dado o meu envolvimento com o projeto, consegui conversar com alguns membros da Ava Labs, explicando o problema dessa afirmação, além de uma série de outras auto-afirmações do projeto que poderiam ser enganosas ou incorretas. Em todos os momentos recebi uma negativa da equipe em se retratar sobre os erros, mantendo cada afirmação.

A informação absurda de “infinitas transações por segundo” continua no site oficial até a data de hoje – 06 de junho de 2022.

imagem mostrando que avalanche pode fazer infinitas transações por segundo com as subnets.

Fonte: avax.network (06/06/22)

Em um projeto cujo desenvolvimento ainda é tão dependente da Ava Lab, com certo grau de centralização, a honestidade da equipe é um fator de grande importância, já que todas as parcerias, captações de recursos e, até mesmo, integridade do projeto, ficam fragilizadas quando construídas sobre informações enganosas.

Nesta thread comento sobre o TPS infinito e outras questões de alerta sobre o projeto:

De qualquer forma, apesar de não ter mais interesse pessoal no projeto por estes motivos, caso a equipe consiga prosperar e a P-Chain se demonstre interessante, utilizável e capaz de se transformar em uma estrutura blockchain para subnets, é possível que o ecossistema Avalanche continue atraindo construtores, desenvolvedores e investidores. O que, em consequência, atrai capital e pode trazer bons resultados no curto e médio prazo para os traders.

Um novo ponto de atenção, foi a informação do co-fundador, Emin Gün Sirer, sobre a Ava Labs estar capitalizada para “os próximos não sei quantos anos”. Uma empresa em expansão normalmente sabe exatamente quanto possui de recursos e como estes recursos serão aplicados durante o crescimento.

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.