Tim Beiko, principal desenvolvedor do Ethereum, previu que fusão para o Ethereum 2.0 ocorrerá dentro de alguns meses, após junho de 2022.

Ainda sem data confirmada

O Ethereum pretende mudar do mecanismo Prova de Trabalho (PoW), que requer uma quantidade considerável de energia, para a Prova de Participação (PoS) ainda neste ano. O processo conhecido como “fusão” é tido como impulso para o futuro do projeto.

Entretanto, um dos principais desenvolvedores do Ethereum, Tim Beiko, acredita que a iniciativa pode chegar mais tarde do que previsto. Mesmo assim, ele afirma que o Ethereum “definitivamente está em seu capítulo final com o PoW.”

Por outro lado, o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, alegou que a fusão deve ocorrer antes de julho deste ano. Vale lembrar que as datas já foram adiadas diversas vezes no passado. 

Fusão para um Ethereum sustentável 

A sustentabilidade é a maior vantagem da transição para o modelo de mineração PoS. Atualmente, o Ethereum faz uso significativo de energia elétrica para alimentar seus supercomputadores, de acordo com os últimos números, utilizando mais de 112 Terawatt-hora de eletricidade por ano.

Além disso, uma única transação média de Ethereum requer cerca de 268 kilowatt-hora de energia, equivalente à quantidade que uma família americana comum consome em 9 dias.

Ethereum lança o primeiro “shadow fork” da Mainnet

No início desta semana, os desenvolvedores do protocolo tiveram sucesso em um teste focado em sua transição futura, lançando um shadow for na Mainnet para verificação do software.

Parithosh Jayanthi, desenvolvedor da Fundação Ethereum, disse que o shadow fork adiciona campos relacionados à fusão, baseados em suposições sobre as configurações de testes já existentes.

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br