• CEO da Kraken já defendeu os usuários da sua corretora de pedidos de censura por pelo menos 3 vezes;
  • Após Hillary Clinton criticá-lo, o empresário esclareceu que não está com pensamentos suicidas;

Enquanto governantes ao redor do mundo buscam por mais controle sobre as finanças das pessoas, as respostas corajosas de Jesse Powell, CEO da Kraken, o colocam em posição de risco.

Com a onda de sanções econômicas em cima da Rússia, o vice-primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, pediu para que todas as principais exchanges de criptomoedas bloqueassem endereços de usuários russos.

O político ucraniano não se limitou aos oficiais do governo Putin​, mas enfatizou que “sabotar usuários comuns” também era “crucial”.

Powell, dono de uma das maiores corretoras de criptomoedas dos Estados Unidos, a Kraken, se recusou a congelar contas sem um requerimento legal para isso. De acordo com ele, é provável que a maior parte dos usuários da exchange sejam anti-guerra.

“O Bitcoin é a personificação dos valores libertários, que favorecem fortemente o individualismo e os direitos humanos.”, tuitou Jesse.

Conforme publicamos na quarta-feira, essa sua fala não agradou nem um pouco a Hillary Clinton, do partido Democrata dos EUA, que disse estar “desapontada”.

​​“Fiquei desapontada ao ver que algumas das chamadas ‘exchanges de criptomoedas’, nem todas, mas algumas delas, estão se recusando a encerrar transações com a Rússia motivadas por alguma, não sei, filosofia do libertarianismo ou alguma coisa assim.”

A declaração de Clinton foi recebida com muita cautela por Powell, que sugeriu que o governo dos EUA poderia acabar tirando a sua vida. Ele publicou no Twitter: “Só quero dizer que estou feliz, com boa saúde e absolutamente não me sentindo suicida.

A princípio o seu tweet pode ser visto como uma piada, mas as suas críticas ao governo foram duras. No final do mês passado, cansado com tantos pedidos de censura por parte dos políticos de diversos países, Powell afirmou que se fosse congelar contas de residentes de países que injustamente atacam e provocam violência ao redor do mundo, começaria bloqueando a conta dos usuários norte-americanos.

Além disso, uma suposta teoria da conspiração chamada de “Clinton Body Count” levanta a hipótese de que o casal Hillary e Bill Clinton já foram responsáveis por diversos assassinatos (pelo menos 7), que são noticiados como suicídios.

Veja também:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br