A bomba relógio da dívida federal dos Estados Unidos pode estar prestes a estourar.

A Secretária do Tesouro e ex-presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, alertou para o início de um “colapso financeiro” dia 18 de outubro, se o limite da dívida não fosse elevado ou suspenso.

Em apelo ao Congresso dos EUA na terça-feira (28), Yellen deixou claro aos parlamentares que o teto da dívida não era sustentável e que algo precisava ser feito. “É imperativo que o Congresso trate do limite da dívida. Do contrário, nossa estimativa atual é de que o Tesouro provavelmente esgote suas medidas extraordinárias até 18 de outubro“.

Segundo ela, seria o primeiro calote dos Estados Unidos na história. Porém, como bem lembrado pelo bitcoiner e fundador da ShapeShift Erik Voorhees, esta seria a segunda vez na história: a primeira foi em 1971 quando o lastro do dólar no ouro foi perdido com a quebra unilateral do acordo de Bretton Woods.

O pedido para elevar o limite da dívida federal foi reforçado pelo atual presidente do Fed (Banco Central dos EUA), Jerome Powell. Ao Comitê Bancário do Senado, Yellen ainda defendeu as políticas econômicas de Joe Biden, mais investimento em infraestrutura e tecnologia para lidar com as “mudanças climáticas”. 

No depoimento, a Secretária do Tesouro ainda discutiu a implementação de um imposto global para evitar a competição fiscal entre países. Em outras ocasiões, ela se mostrou preocupada com a adoção do Bitcoin e citou o seu uso para financiar atividades ilegais.

Leia também:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br