Passfolio

Como parte do World Economic Forum Annual Meeting, o Fórum Econômico Mundial discutiu alguns aspectos da segurança dentro do metaverso, especialmente entre jovens e crianças. 

O grupo levantou uma série de preocupações em relação ao anonimato e à segurança dos jovens dentro do mundo alternativo que se aproxima, e deu uma série de recomendações para preservá-los e reforçar a segurança das crianças.

O Fórum Econômico Mundial, uma instituição internacional de cooperação público-privada sem fins lucrativos, expressou suas preocupações com a segurança dos jovens no metaverso pois, apesar de estar sendo promovido como um mundo alternativo para todos, os jogos serão seu principal destaque à primeira vista, o que significa que as crianças serão as primeiras expostas às experiências.

Neste sentido, em um artigo escrito como parte da reunião de Davos 2022, Mark Read, CEO da  empresa de publicidade e relações públicas WPP, explica o crescimento deste setor e justifica a necessidade de priorizar a construção de um metaverso seguro:

Passfolio

As crianças estão imersas em mais jogos por mais tempo – em parte por causa da pandemia. Então elas estão lidando com comportamentos abrangentes, o que inclui abuso, se as interações não forem monitoradas. E o próprio monitoramento está se tornando um desafio muito maior.

A instituição também fez algumas recomendações sobre como alcançar esta segurança para os mais jovens no futuro do metaverso. De acordo com uma pesquisa feita pela Wunderman Thompson, agência global de comunicações de marketing, 72% dos pais que sabem o que é o metaverso estão preocupados com a privacidade de seus filhos, e 66% também estão preocupados com a segurança.

Investimentos para um ambiente seguro

Aplicativos de jogos, como o Roblox e o Fortnite, junto dos óculos de realidade aumentada, criaram a porta de entrada para um ambiente virtual que agora recebe milhões de pessoas todos os dias, com uma participação muito grande de crianças e jovens. Cerca de 67% dos usuários do Roblox têm menos de 16 anos.

Algumas empresas começaram a produzir experiências protegidas para metaverso, especialmente concebidas para crianças. Em abril, a Epic Games anunciou uma parceria com a Lego para produzir um metaverso, permitindo que as crianças se divirtam construindo suas próprias experiências, visando a manutenção da segurança dos pequenos. 

Entretanto, em metaversos multiconectados, esta abordagem de segurança não se aplica. Por isso, o artigo observa que “devemos aprender a projetar melhores algoritmos e modelos de negócios, e investir bastante na antecipação de novos comportamentos como parte das medidas para proteção dos jovens.”

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br