Uma corretora de criptomoedas de Dubai, a BTSE, abriu o mercado de futuros de Monero no dia 31/10. Dessa forma, a BTSE se torna a primeira e única exchange oferecendo contratos futuros na moeda mais privada do mercado.


Vovcê também pode gostar de ler:

++ Monero é mais perigoso que Bitcoin, diz Ministério das Finanças Alemão

++Monero pode valorizar 18000%, diz estudo


A decisão da BTSE de trazer futuros de monero chega quando a maior parte das exchanges ao redor do mundo estão sendo pressionadas a retirar de seus books moedas voltadas para privacidade, como Monero, Grin, Beam e Zcash.

Apesar das tentativas de rastrear essas criptomoedas, empresas de análise em blockchain como CypherTrace e ChainAlysis não obtiveram sucesso.

O CEO da BTSE,Jonathan Leong, crê na importância da privacidade para seus usuários:

“Ao listar o Monero, esperamos não apenas oferecer aos nossos usuários mais opções quando se trata de suas necessidades comerciais, mas iniciar uma conversa sobre como listar as moedas de privacidade de uma forma que seja regulamentada”, disse o CEO.

A exchange oferece registro sem KYC (para par cripto-cripto), depósito e saque de fiat, saques ilimitados 24/7, mercado futuro com alavancagem de 100x e mercado spot.

Monero é a moeda mais privada do mercado, diferente do bitcoin, Monero tem transações privadas por padrão, de forma que apenas quem envia e quem recebe sabem os valores transacionados.

Essa criptomoeda já é aceita por organizações de jornalistas como WIkileaks e por ativistas em todo o mundo que precisam de privacidade para suas ações. Além disso, diversas empresas estão adotando Monero, pro ser privada e não revelar publicamente seus saldos.